Saúde

Campanha de vacinação contra a Influenza começana segunda-feira

publicado em 9 de abril de 2021 - Por BJD
Quem se imunizou contra a COVID-19 deve aguardar 14 dias para se vacinar (Pixabay)

A Secretaria Municipal de Saúde anunciou nesta sexta-feira, 9, o início da 23ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe na próxima segunda-feira, 12.

A meta é vacinar 90% dos grupos preconizados. A campanha vai até 9 de julho e a imunização vai prevenir o surgimento de complicações decorrentes da gripe H1N1, óbitos, internações e sobrecarga nos serviços de saúde, além de reduzir os sintomas que podem ser confundidos com os da Covid-19.

O cronograma da campanha é composto por três etapas e a primeira começa nesta segunda-feira, 12, a 10 de maio, destinada aos trabalhadores da Saúde, indígenas, gestantes, puérperas (mulheres com até 45 dias após o parto) e crianças com idade a partir de 6 meses até cinco anos completos. A grade recebida da Secretaria de Estado da Saúde, na última quinta-feira, 8, foi de 5.470 doses, o que representa 28% do público alvo.

A vacinação ocorrerá nas 29 unidades de saúde, porém, nas Unidades Centro de Saúde, Henedina Cortez e Santa Luzia que estão realizando a vacinação de COVID, somente realizarão a imunização contra a gripe em gestantes, puérperas e crianças que estão passando em consulta na unidade. As demais devem procurar qualquer outra unidade de saúde.

A partir do dia 11 de maio será a vez dos idosos (pessoas com 60 anos ou mais) e dos professores das redes pública e privada. Já a terceira etapa começa em 9 de junho, com pessoas com comorbidades e deficiências (física, auditiva, visual, intelectual e mental ou múltipla); caminhoneiros, trabalhadores portuários e de transporte coletivo; profissionais das forças armadas, de segurança e salvamento e funcionários do sistema prisional; população privada de liberdade e jovens e adolescentes sob medidas socioeducativas.

Seguindo a legislação, deverão ser priorizados nas salas vacinais os idosos com mais de 80 anos e haverá triagem diferenciada e orientações para quem apresentar sintomas respiratórios.

É fundamental que quem foi ou for vacinado contra o coronavírus priorize este imunizante e respeite o intervalo mínimo de 14 dias para depois se vacinar contra o vírus Influenza, causador da gripe.

Conversas no Facebook