Editorial

Editorial: Relatos que constituem uma história

publicado em 18 de junho de 2021 - Por BJD

Há mais de nove décadas o Bragança-Jornal compartilha com orgulho os fatos que marcam o cotidiano bragantino, regional e nacional.

São inúmeros os cafés da manhã que estivemos presente nas casas de tantos leitores, amigos e familiares. A conversa jogada fora com o jornal envolto às mãos, em frente às bancas de jornal, também faz parte da rotina de tantos, por mais que com uma frequência mais tímida, em razão das restrições da pandemia.

Há relatos de professores que usam nossas folhas impressas para ministrar aulas nas escolas. Tem aqueles que assinam para recebê-lo periodicamente, pois se manter informado por meio daquele que há 94 anos noticia os principais fatos da cidade, do estado e do país, tem um significado diferente.

Os fatos publicados nem sempre são os mais agradáveis, ossos do ofício, mas sempre com muita responsabilidade em entregar o que o leitor espera de nós: credibilidade.

Entrevistas, reportagens, coberturas, fotografias são parte do que nos constitui. Nem sempre é fácil. O desemprego, a falência das empresas, o desiquilíbrio econômico também nos aflige. Justamente por isso, buscamos maneiras de nos solidarizar uns com os outros, em meio a um cenário tão desafiador quanto o que vivemos hoje. Muitas vidas têm sido ceifadas, mas temos a alegria de, aos poucos, noticiar o avanço do controle dessa pandemia, que tanto assola a todos.

Há algum tempo, pensamos em desistir, mas optamos por continuar. O combustível que permite que persistamos a cada dia é o apoio, o sorriso e a palavra amiga, vinda de tantos que reforçam a importância deste periódico em suas trajetórias particulares. Sem contar no apoio de cada anunciante, colunista, jornalista, diagramador, funcionários, entregador e vendedor.

As assinaturas renovadas a cada semestre, as histórias pelas quais o jornal perpassa e todo o processo que o faz chegar às casas e bancas também são o fôlego que nos trouxe aos 94 anos de fundação. A espera que a atual fase passe é longa, mas ainda assim seguimos confiantes.

Aos colegas dos demais jornais impressos do município, “Gazeta Bragantina”, “Jornal da Cidade” e “Jornal em Dia”, que como nós enfrentam este momento difícil, deixamos nosso fraterno abraço. A tradição passada de geração em geração, o papel, a máquina, a tinta, a redação e cada um que se permite fazer parte desta história é o que nos faz acreditar que é possível persistir.

Dia 18 de junho de 2021 foi uma simples data. O real marco dos 94 anos do Bragança-Jornal é a missão trilhada até aqui. Diferente dos demais, esse foi um ano extremamente desafiador, mas o sentimento que perdura é o de gratidão por todos os que nos motivaram a chegar a esta edição 14.761. Fazemos parte da história de Bragança Paulista e é por meio desse símbolo que queremos continuar.

Conversas no Facebook