Coronavírus

Covid-19: Parlamentar reivindica ampliação de recursos para tratar pacientes

publicado em 9 de abril de 2021 - Por BJD
Edmir Chedid afirmou que municípios dependem do apoio do governo do Estado (AEC)

A Secretaria de Estado da Saúde declarou na quinta-feira, 8 de abril, que irá assumir os custos com a manutenção dos 30 leitos de enfermaria e UTI Covid-19 previstos na parceria entre Prefeitura de Bragança Paulista e Universidade São Francisco (USF).

O governo estadual declarou também na quinta-feira que irá assumir as despesas da Prefeitura de Bragança Paulista com a manutenção dos 20 leitos de enfermaria Covid-19 implantados na UPA Vila Davi – Unidade de Pronto Atendimento. O repasse do recurso financeiro, estimado em R$ 861,9 mil por 90 dias, será efetuado por meio de convênio com a Secretaria de Estado da Saúde.

UPA VILA DAVID

A iniciativa de custeio, adotada em atendimento à reivindicação do deputado Edmir Chedid (DEM), está fundamentada num relatório que comprova as dificuldades orçamentárias da administração pública municipal em manter os serviços prestados gratuitamente à comunidade.

O parlamentar disse que, apesar dos esforços da administração pública municipal, sem o apoio do governo estadual seria difícil manter e, principalmente, aumentar o número de leitos de enfermaria exclusivos aos pacientes de Bragança Paulista. “Caso seja necessário, a prefeitura terá que instalar mais leitos para atender a demanda, o que justifica o apoio do governo estadual”, garantiu.

Os 20 leitos de enfermaria Covid-19 foram implantados em 22 de março. “Desde então, a prefeitura está mantendo as atividades da UPA Vila Davi com recursos próprios, apesar das dificuldades orçamentárias identificadas pela gestão pública. Nossa preocupação está em oferecer o melhor tratamento à comunidade”, concluiu.

LEITOS

Membro efetivo da Comissão de Saúde (CS) da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), Edmir Chedid também reiterou ao governo do Estado a necessidade da ampliação do número de leitos de UTI e enfermaria para atendimento exclusivo de pacientes com Covid-19. “A intenção é evitar que pacientes fiquem aguardando por atendimento especializado, como tem ocorrido em diversos locais.”

O parlamentar explicou que muitos pacientes de municípios menores poderão encontrar dificuldades no acesso ao tratamento da Covid-19 atualmente oferecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Segundo ele, é preciso prevenir a superlotação do sistema. “A única maneira de prevenir ou mesmo amenizar o problema é justamente aumentando o número de vagas para a população”, declarou.

MEDICAMENTOS

Em relação aos medicamentos, Edmir Chedid defendeu ao governo do Estado a liberação dos produtos que compõem o “kit intubação”. Além disso, disse ser preciso regularizar o fornecimento de medicamentos de alto custo – componentes especializados – para evitar problemas ao Sistema Único de Saúde. “A demanda é grande, mas precisamos do apoio para evitar mortes”, concluiu.

O documento elaborado pelo parlamentar foi entregue para o secretário executivo da Saúde, Eduardo Ribeiro Adriano, durante reunião na sede da Pasta, em São Paulo. Nos próximos dias, o deputado Edmir Chedid irá se reunir com representantes municipais da Saúde para o acompanhamento das atividades implantadas com o intuito de conter a pandemia de coronavírus e tratar os pacientes.

Conversas no Facebook