Colunistas

Em busca da (eco)felicidade

publicado em 29 de setembro de 2020 - Por Ambiente em Pauta

O conceito de ‘ecofelicidade’ é recente. Foi criado pela ONG Rede Cidadania, para despertar nas pessoas a necessidade de estabelecerem relações saudáveis e equilíbrio entre o eu, o outro e o meio ambiente.

O equilíbrio com o eu refere-se ao autoconhecimento, entender onde implica verdadeiramente seu desejo. Estar em contato com o corpo, a saúde e a vida de forma leve, prazerosa e despida de pré-julgamentos. ”Algumas pessoas que perdem esse equilíbrio interior acabam perdendo na mesma dimensão o valor que dão à vida” cita o Alfredo Cordella, professor da Universidade Santa Cecília (Unisanta) e presidente da ONG Rede Cidadania.

O equilíbrio com o outro busca cultivar a tolerância, a aceitação dos diferentes, a empatia e a gratidão. Mas para isso o mais importante é que exista a comunicação. Talvez agora, durante o isolamento necessário pela pandemia, tenhamos dado conta do quanto a comunicação nos faz falta e é necessária para nossos relacionamentos familiares, profissionais ou de amizades. É através da comunicação que resolvemos conflitos e nos conectamos.

O equilíbrio com o meio ambiente busca viver em harmonia e em sintonia com a natureza de maneira ecológica. Para a Rede Cidadania, o desequilíbrio com o meio ambiente nasce no desequilíbrio com o nosso interior. Um exemplo claro é a questão do lixo: “Atacamos a problemática do lixo há décadas, discutindo onde descartar, como reciclar…, mas não a ponta inicial: quais desequilíbrios no interior das pessoas estão gerando essa quantidade de lixo gigantesca?”, questiona Alfredo Cordella.

Podemos dizer que a crise ambiental é, antes de tudo, uma crise cultural que se fortaleceu a partir do momento em que deixamos de perceber a natureza como algo sagrado. Vemos os recursos e bens naturais apenas como algo para se obter lucro nas cadeias de produção e nos esquecemos que as gerações futuras dependem deles para se consolidar.

Alcançar e estabelecer tais relações saudáveis pode ser simples para alguns e complicado para outros, mas não podemos negar que a harmonização das relações com o outro e com o meio ambiente se faz necessária para que possamos provocar mudanças positivas para construção da ecofelicidade.

Gostaria de sugerir novos temas, opinar sobre os assuntos aqui apresentados? Entre em contato: raquelsilp@hotmail.com

Raquel da Silva Pinto Barros – Engenheira Ambiental e Sanitarista, colaboradora do Coletivo Socioambiental e Associação Bragança Mais