Saúde

Setembro Amarelo: Para cada suicídio, há inúmeras tentativas que resultam em dilacerações e outras graves consequências ao corpo e à mente

publicado em 14 de setembro de 2019 - Por BJD
Camilla Nicolucci, médica psiquiatra e Alessandra Regina Valente Guanais, psicoterapeuta e psicóloga em saúde mental. Crédito - Divulgação HUSF

Ao passo que experimenta o avanço de incríveis tecnologias, o mundo segue registrando índices alarmantes de suicídio.

Estatísticas atualizadas em agosto de 2018 pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) atestam que cerca de 800 mil pessoas decidem pôr fim à própria vida todos os anos – medida extrema que representa a segunda principal causa de óbitos entre jovens com idade entre 15 e 29 anos. Em Bragança Paulista não é diferente. Infelizmente, quase todas as semanas há notícias de suicídios.

Matéria completa na edição impressa de sábado, 14 de setembro.