Saúde

Secretaria de Saúde inicia o 1º ciclo do LIRAa 2020 na segunda-feira

publicado em 10 de janeiro de 2020 - Por BJD
Crédito: O levantamento apresenta de maneira rápida e segura os índices de infestação larvários do mosquito

A partir da próxima segunda-feira, 13 de janeiro, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica e Controle de Doenças, inicia o primeiro ciclo do Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) em Bragança Paulista.

O levantamento é um método de amostragem que permite identificar onde estão concentrados os focos do mosquito no município. Os índices até 0,9% indicam condições satisfatórias; entre 1% e 3,9%, situação de alerta; e índices superiores a 4%, risco de surto.

O LIRAa é realizado quatro vezes por ano. Segundo a Secretaria de Saúde, o levantamento será realizado até o dia 24 de janeiro, levando em consideração as variações do tempo, como as chuvas, podendo esse prazo ser eventualmente prorrogado.

Ainda de acordo com a pasta, o último levantamento foi realizado em outubro de 2019, com índice de 0,1,que significa menos de uma casa infestada para cada 100 pesquisadas, ou seja, um índice considerado baixo. Além disso, “não teve nenhum bairro com incidência relevante, visto o índice apurado”, finalizou a Secretaria de Saúde.

LIRAa

Desde 2017, o Ministério da Saúde (MS) tornou obrigatória para todos os municípios com mais de 2 mil imóveis a realização do Levantamento Rápido do Índice de Infestação para Aedes aegypti (LIRAa). A medida faz parte das ações para prevenção e controle ao mosquito transmissor da dengue, febre chikungunya e zika.

Com base nas informações coletadas, o gestor pode identificar os tipos de depósito onde as larvas foram encontradas e, assim, priorizar as medidas mais adequadas.

Antes de 2017, o LIRAa era feito a partir da adesão voluntária de municípios.