Saúde

Santa Casa capta órgãos de paciente com morte encefálica

publicado em 1 de novembro de 2019 - Por BJD
Crédito: Divulgação

O Complexo Hospitalar Santa Casa de Bragança Paulista realizou nesta semana a captação de órgãos de um paciente de 65 anos, após a constatação de sua morte encefálica (morte cerebral).

Segundo o hospital, o paciente ficou internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por quatro dias. Após a constatação da morte cerebral, a equipe da UTI da Santa Casa, em parceria com a equipe da Organização de Procura de Órgãos (OPO) da Unicamp, realizaram na última segunda-feira, 28 de outubro, a captação das córneas, rins e fígado.

Atualmente, apenas parentes de primeiro e segundo graus podem autorizar a captação. “A parte mais delicada do processo de doação é a abordagem familiar. Por isso, é importante as pessoas conversarem sobre o assunto em sua casa e expressarem sua vontade de ser doador”, destaca o coordenador médico da UTI, Jocimar Antônio Machado.

Os órgãos doados vão para pacientes que necessitam de transplante e estão aguardando em lista única definida pela Central de Transplantes da Secretaria de Saúde de cada Estado e controlada pelo Sistema Nacional de Transplantes (SNT).

É preciso que a população se conscientize da importância do ato de doar um órgão. Hoje é com um desconhecido, mas amanhã pode ser com algum amigo, parente próximo ou até mesmo você. Doar órgãos é doar vida!