Saúde

Mioma

publicado em 5 de setembro de 2017 - Por Emerson Vicente

Mioma pode deixar mulher com barriga igual à de grávida

Sintoma aparece em um tipo específico do tumor, mas na maior parte dos dos casos mioma nem dá sinais
O mioma, tumor que não é câncer e nasce dentro ou fora do útero, é mais comum do que se possa imaginar. Na maior parte dos casos, a mulher nem sabe que o tem. Mas, dependendo do lugar do útero onde surge, pode fazer a barriga crescer a ponto de aparentar gravidez
“No geral, 30% das mulheres com mioma têm sintomas, como sangramentos e dores abdominais. As outras 70% não sentem nada”, diz Marcos Messina, ginecologista do Hospital Samaritano de São Paulo.
Pesquisa apresentada em documento do Ministério da Saúde aponta que 7% das mulheres tiveram diagnóstico de mioma no país -dentro de grupo com idade entre 15 e 49 anos. Na maioria dos casos, o tumor foi detectado em mulheres com idades entre 30 e 40 anos.
Não existe uma explicação para o surgimento. Estudos mostram que ele está relacionado aos hormônios progesterona e estrogênio, que preparam o útero para a gravidez. Por isso há maior incidência entre mulheres durante a idade fértil.
Segundo o ginecologista e obstetra Fábio Muniz, do Hospital e Maternidade São Cristóvão, as mulheres negras são mais propensas a terem o tumor, embora não se saiba a razão. “O surgimento dos miomas é duas a três vezes mais comum nesse grupo”, diz o médico.
Muniz também afirma que o tumor pode demorar para apresentar sintomas, ficando estável por alguns anos para crescer em poucos meses.
O tratamento, na maioria das vezes, é feito à base de medicamentos para controlar o fluxo menstrual. “Sem receber sangue, o mioma encolhe”, diz Messina.
“Caso seja preciso de cirurgia, é feita a retirada do mioma. Em alguns casos, é retirado o útero”, completa.
Outras situações podem pedir que os médicos façam um processo chamado embolização, em que uma espécie de sonda é inserida para cortar a artéria que leva o sangue ao mioma. Sem sangue, o mioma tem seu crescimento interrompido.

Labac