Polícia

PM prende responsável por cárcere privado em Pinhalzinho

publicado em 20 de novembro de 2020 - Por BJD
Nesta casa, vítima relatou que estava em cárcere privado, sofria torturas físicas, mentais e verbais, e restrição de alimentos (Divulgação)

Um homem foi preso no início da noite de terça-feira, 17, no bairro Portal do Pinhal, em Pinhalzinho, acusado de cárcere privado e lesão corporal contra sua mulher, natural da Eslovênia, país europeu.

Segundo informações da Polícia Militar, o Pelotão de Força Tática do 34° BPM/I foi ao local em apoio a uma viatura de da PM em Pinhalzinho, que averiguava denúncia de suposto cárcere privado numa residência na Rua Geraldino Gomes Moreira, o qual a vítima tratava-se de uma mulher estrangeira de nacionalidade eslovena.

No local, inicialmente as equipes de Força Tática realizaram técnicas de primeira intervenção visando observar a área de risco, e foi possível manter o contato visual e iniciar a verbalização com o então suposto autor do crime, que inicialmente simulou uma situação de tranquilidade.

Indagado se havia mais alguém na casa, ele disse estar somente com sua esposa. Os policiais solicitaram a presença de sua mulher e o indivíduo informou que ela era de nacionalidade estrangeira e não falava bem o idioma português, mas era fluente em inglês.

Após o uso de técnicas de convencimento, o homem colaborou e a chamou para conversar com as equipes, após os policiais dizerem que não a entenderiam.

Quando a mulher compareceu e avistou as equipes, demonstrou claramente estar muito nervosa, e os policiais pediram para o suspeito abrir o portão que estava trancado com o cadeado.

Com a liberação do portão, de imediato a vítima correu e procurou abrigo atrás dos policiais. Nesse momento, o Cabo PM Barbosa, que é fluente em inglês, conversou com a vítima e conseguiu acalmá-la. Ela confirmou estar confinada naquele local em cárcere privado, e que sofria torturas físicas, mentais e verbais, além de restrição de alimentos.

Diante do fato constatado, foi dada a voz de prisão ao autor por cárcere privado e lesão corporal. Conduzido ao Plantão Policial de Bragança Paulista, foi ratificada a voz de prisão e o indivíduo ficou à disposição da Justiça.

Conversas no Facebook