Polícia

Envolvida em assassinato de estudante é julgada

publicado em 23 de maio de 2018 - Por BJD
Assessoria de Imprensa/TJ-MG

A enfermeira Rosiane Rosa da Silva, acusada de ser a terceira envolvida na morte da universitária Larissa Gonçalves de Souza, na época com 21 anos, em Extrema, MG, começou a ser julgada nessa terça-feira, 22, em Cambuí (MG).

Ela teve seu processo desmembrado porque alegou problemas de saúde no dia do primeiro júri popular sobre o caso.
Os outros dois participantes do crime, o ex-comerciante José Roberto Freire, acusado de ser o mentor do crime, e o garoto de programa Valdeir Bispo dos Santos foram condenados em dezembro a 17 anos e 3 meses de prisão durante júri popular, também em Cambuí.

Freire e Santos foram condenados por homicídio triplamente qualificado (por terem impossibilitado a defesa da vítima, pela crueldade do crime e por motivo torpe) e também por ocultação de cadáver. A sentença de Rosiane ainda não havia sido concluída até o final desta edição.