Polícia

Condutor envolvido em acidente fatal se apresenta à Polícia Civil

publicado em 23 de maio de 2018 - Por BJD
Davi Joel

O condutor do veículo que atingiu de frente uma motocicleta ocupada por dois homens que morreram na madrugada de domingo, 20, na Rodovia Capitão Barduíno, nas proximidades do Cemitério Jardim da Serra, se apresentou à Central de Polícia Judiciária (CPJ) no final da tarde de segunda-feira, 21.

Ele foi indiciado por homicídio culposo na direção de veículo automotor, com agravante de omissão de socorro. Como não foi possível o flagrante e ele se apresentou espontaneamente na companhia de um advogado, responderá em liberdade, desde que colabore com as investigações.

Vagner Lucinda Ribeiro, 32 anos, alegou aos policiais que tinha ido à chácara de sua família nas proximidades pegar um televisor, quando foi surpreendido por uma motocicleta que vinha na contramão e não teve tempo de desviar.
Embora tenham sido encontradas bebidas alcoólicas no interior do veículo, Vagner, que estava na companhia de sua noiva, negou que estivesse embriagado, e disse que se evadiu do local sem prestar socorro às vítimas porque temeu por sua integridade física, uma vez que, segundo ele, houve uma aglomeração de pessoas na área do acidente.
A Polícia Militar foi até sua residência no dia seguinte, mas ele não estava.

De acordo com o delegado Sandro Montanari, que está à frente do inquérito, Vagner foi indiciado pelo art. 302 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) – “praticar homicídio culposo na direção de veículo automotor” – que prevê pena de detenção de dois a quatro anos, e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor, com o agravante de deixar de prestar socorro, que prevê aumento da pena de um terço à metade. A habilitação do condutor, que estava regularizada, foi recolhida.

Na manhã dessa terça-feira, 22, a passageira do veículo também foi ouvida na CPJ e apresentou a mesma versão de seu noivo.

“Vamos tomar todas as providências para descobrir a veracidade dos fatos. Estamos ouvindo os ocupantes do veículo e vamos tentar encontrar provas para, ao longo das investigações, confirmar, por exemplo, se de fato houve uma aglomeração de pessoas no local e de quem foi a imprudência no acidente. Também estamos aguardando todos os laudos periciais”, afirmou o delegado.

O acidente

De acordo com dados do boletim de ocorrência, o acidente ocorreu por volta de 0h15, no km 103,100 da Rodovia Capitão Barduíno. Roberto Carlos de Souza, 50 anos e Tiago Alexandre Centofanti, 34 anos, ocupavam a motocicleta Honda/CG 125 Fan, preta, placa de Pinhalzinho e seguiam no sentido Bragança-Socorro, quando ocorreu a colisão com o veículo Fiat/Punto, azul, placas locais.

Os dois foram arremessados alguns metros à frente e faleceram no local. Ainda segundo o BO, não foi possível saber quem a conduzia, mas conforme os policiais da CPJ que deram andamento às investigações, a moto era de Tiago.
Dentro do carro havia cinco latas de cerveja fechadas e um litro de catuaba quase vazio. O carro e a moto foram recolhidos por guincho.