Cotidiano

Volta às aulas da rede municipal: pouco mais de 20% dos alunos compareceram no primeiro dia

publicado em 10 de fevereiro de 2021 - Por BJD
Estudantes e servidores devem seguir o protocolo de lavar as mãos com água e sabão ou higienizar com álcool em gel 70% ao entrar na escola (Secom)

O ano letivo iniciou nesta segunda-feira, 8 de fevereiro, para os mais de 15.600 alunos da Rede Municipal de Educação de Bragança Paulista.

De acordo com a Prefeitura, 3.372 alunos, ou seja, cerca de 21,5% voltaram às aulas de forma presencial, e os demais com atividades online. O retorno às aulas segue as condições determinadas pelo Plano São Paulo do Governo do Estado de São Paulo.

Com a última atualização do Plano São Paulo, que classificou Bragança Paulista na Fase Amarela, está permitido até 70% de alunos em sala de aula, seguindo ainda todas as recomendações sanitárias. A Secretaria Municipal de Educação disponibilizou tapetes sanitizantes, material de limpeza, termômetros, totens com álcool em gel, máscaras face shield para funcionários, além de máscaras para alunos – confeccionadas em parceria com o Fundo Social de Solidariedade do Município (FSSM).

Segundo o secretário municipal de Educação, Adílson Condesso, o retorno às aulas ocorreu de forma tranquila, tanto no período da manhã com 1.711 crianças, quanto no período da tarde, com 1.661. “O atendimento aos alunos ocorreu dentro da normalidade”, afirmou Condesso.

Ao adentrarem nas unidades, estudantes e servidores devem lavar as mãos com água e sabão ou higienizar com álcool em gel 70%, e terão a temperatura aferida – quem apresentar temperatura acima de 37,5 graus, será orientado a retornar para casa. É obrigatório o uso de máscara de tecido dentro da escola. Os servidores devem utilizar, além da máscara de tecido, o face shield (protetor de face).

PROFESSORES DO GRUPO DE RISCO E GESTANTES PODEM SE AFASTAR

A Prefeitura informou que participou na última sexta-feira, 5 de fevereiro, de uma audiência de conciliação no Ministério Público do Trabalho (MTB) junto ao Sindicato dos Servidores e Trabalhadores Públicos Municipais de Bragança Paulista e Região (Sismub), e concordou com o afastamento preventivo de professores que pertençam ao grupo de risco do Coronavírus (Covid-19), além das gestantes. Os profissionais devem protocolar atestado ou relatório médico junto ao Departamento de Recursos Humanos, no Paço Municipal. Uma vez atendidos os requisitos necessários, estes poderão exercer suas funções de forma remota.

O Sismub ainda poderá colaborar com as medidas sanitárias implantadas pela Prefeitura mediante a criação de uma comissão própria, que deverá ser informada à administração, para visitas às unidades escolares municipais, previamente agendadas por questões sanitárias.

Conversas no Facebook