Cotidiano

Vendedores de confecções pedem para voltar às feiras-livres

publicado em 16 de setembro de 2020 - Por BJD
Feirantes fizeram manifestação na manhã desta quarta-feira, 16, em frente ao Posto de Monta (Gerson Gomes/Bragança-Jornal)

Na manhã desta quarta-feira, 16 de setembro, permissionários que vendem confecções nas feiras-livres da cidade fizeram uma manifestação pacífica em frente ao Parque de Exposições Dr. Fernando Costa, o Posto de Monta, solicitando o retorno aos trabalhos.

O Bragança-Jornal conversou com representantes da comissão de feirantes. “Muitos de nós trabalham em outras cidades também e somente em Bragança os vendedores de confecções não retornaram”, citando como exemplo as cidades de Piracaia, Atibaia e Bom Jesus dos Perdões. Segundo eles, alguns feirantes que trabalham apenas em Bragança Paulista estão passando dificuldades.

Além do retorno aos trabalhos, eles também solicitam a volta da feira-livre de quarta-feira ao Bairro do Lavapés. “Os vendedores de hortifruti estão vendendo apenas 30% do que vendiam”, argumentaram.

A comissão de feirantes afirmou que os cerca de 35 permissionários que trabalham com confecção já está há quase 180 dias sem trabalhar.

Procurada pela reportagem do Bragança-Jornal, a Prefeitura informou que marcou uma reunião na próxima sexta-feira, 18, no Gabinete do Executivo, para ouvir as reivindicações dos feirantes.

Conversas no Facebook