Cotidiano

Transporte público: Abertura de proposta comercial será nesta quarta-feira

publicado em 13 de janeiro de 2020 - Por BJD
Imagem Ilustrativa

Nesta quarta-feira, 15 de janeiro, a Prefeitura dará prosseguimento à licitação do transporte público urbano de Bragança Paulista, quando será conhecida a proposta comercial da única empresa habilitada no certame, a JTP Transportes, Serviços, Gerenciamento e Recursos Humanos Ltda.

De acordo com o edital, será desclassificada a Proposta que extrapolar o valor máximo de tarifa definido no certame, de R$ 4,70, para a data base de julho de 2019, ou cujo estudo de viabilidade econômico-financeira seja manifestamente inexequível, financeiramente incompatível, ou que possua informações incompatíveis com os dados, compromissos e documentos apresentados na Documentação de Habilitação da respectiva licitante. Atualmente, a Empresa Nossa Senhora de Fátima Auto Ônibus tem a tarifa ajustada no perímetro urbano em R$ 4,20.

Duas empresas foram desabilitadas da licitação: a Carretero Agência de Viagens, Turismo e Fretamentos, e a Sancetur – Santa Cecília Turismo Ltda. Segundo dados da Junta Comercial do Estado de São Paulo, a empresa Carretero pertence a Belarmino de Ascenção Marta, detentor também da empresa Nossa Senhora de Fátima Auto Ônibus Ltda.; a Sancetur pertence a Marly Theckla Nassif Abi Chedid e a Mauro Costa Pereira Filho; e a JTP a Paulo Henrique Wagner e Tadeu Wagner Júnior.

Com a inabilitação das duas empresas, elas foram retiradas da licitação na fase de documentação de proposta técnica. A empresa JTP atua o transporte público na cidade de Embu das Artes.

A Concorrência Pública é do tipo menor valor da tarifa dos serviços e pagamento de outorga, fixada em R$ 2.000.000,00 para a concessão dos serviços pelo período de 20 anos. O edital que rege a licitação foi retificado conforme apontamentos do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE/SP).

O edital prevê diversos serviços e algumas inovações, como ar condicionado nos ônibus; Sistema de Bilhetagem Automática e Monitoramento (SBAM) dos veículos por GPS, de modo a permitir a localização online, assegurando uma fiscalização ininterrupta e imediata quanto ao cumprimento das viagens, horários e itinerários programados; etc. Além disso, nenhum veículo poderá ter mais de 10 anos de uso e a idade média da frota deverá ser obrigatoriamente de 5 anos e meio.

CAMPINAS

Em Campinas, ônibus de alta tecnologia começaram a circular na última sexta-feira, 10, segundo reportagem do jornal Correio Popular. Os novos ônibus, zero km, foram comprados pela VB Transportes e Turismo. A empresa fez um investimento de R$ 52 milhões na aquisição de 125 ônibus com ar-condicionado, wi-fi, tomadas USB, telemetria, suspensão pneumática, biometria facial, câmeras, GPS e QR Code.