Cotidiano

Silney de Souza, empresário e colunista do Bragança-Jornal morre aos 54 anos

publicado em 8 de janeiro de 2020 - Por BJD
Arquivo pessoal

O empresário Silney de Souza, 54 anos, morreu na noite da última segunda-feira, 6 de janeiro, na Santa Casa de Misericórdia, após sofrer um AVC hemorrágico.

Conforme apurado, Silney passou mal no estacionamento da sede da Funerária Rodrigues, na Rua Cândido Rodrigues, no Centro. Um funcionário o socorreu à Santa Casa, mas ele não resistiu.

Silney deixou a esposa, Sônia Cristina, os filhos Sidney e Alice, além dos pais.

O sepultamento ocorreu no Cemitério Jardim da Serra, na tarde de quarta-feira, 7.

Silney era proprietário das funerárias Cristo Rei, Alfa e Omega e Rodrigues; sócio das empresas Cirúrgica Oliveira, Clínica Altiora e floricultura Alfa e Omega; e tinha funerárias nas cidades de Bom Jesus dos Perdões, Vargem e Toledo.

Silney também era colaborador do Bragança-Jornal. Semanalmente escrevia a Coluna Espírita, publicada às quintas-feiras. Ele, aliás, já havia programado para esta semana a coluna.

A todos os familiares, o Bragança-Jornal expressa suas condolências.