Cotidiano

Secretaria alerta sobre necessidade de prevenção da raiva em herbívoros

publicado em 22 de abril de 2022 - Por BJD
SECOM

São Paulo não registra casos de raiva humana causada pela variante canina do vírus há mais de duas décadas

Há 25 anos, o estado de São Paulo não registra casos de raiva humana causada pela variante canina do vírus, informa a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. De acordo com a diretora do Instituto Pasteur, Andréa de Cassia Rodrigues da Silva, o último caso em animais com a variante canina foi registrado em 1998, mas o vírus ainda circula nos morcegos. E, para garantir a continuidade deste resultado, o Programa Estadual de Vigilância e Controle da Raivaa distribui a vacina antirrábica para que os municípios realizem a imunização de forma permanente.

Cães e gatos devem ser vacinados anualmente e a imunização acontece ao longo de todo o ano nos serviços de saúde municipais ou em estabelecimentos médico-veterinários particulares.

A raiva é uma doença infecciosa que não tem cura e pode ser fatal. Mesmo sem registros de casos pela variante canina, o vírus continua circulando por meio de morcegos. Por isso, manter cães e gatos imunizados garante também a segurança da população.

Além da vacinação dos animais domésticos, os responsáveis pelos pets devem ficar atentos ao contato dos bichos com morcegos. Desde o último registro de animal infectado pela variante canina da doença, em 1998, todos os casos humanos e de cães e gatos registrados no estado foram causados por variantes de morcegos.

Ao vacinar o animal, o proprietário estará também prevenindo a doença retorne à população, uma vez que o bicho pode ter contato com morcego e, eventualmente, se infectar pelo vírus e transmiti-lo ao ser humano ou a outro animal. É importante também que os tutores evitem que cães e gatos entrem em contato direto com qualquer morcego, vivo ou morto.

Andréa alerta que os morcegos não devem ser considerados vilões da doença, pois são animais silvestres protegidos por lei e muito importantes para o meio ambiente, porque agem na polinização de flores, dispersão de sementes, controle da população de insetos.

Em Bragança Paulista, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento de Agronegócios informa que iniciará, em breve campanhas de Prevenção da Raiva em Herbívoros. Mais informações podem ser obtidas na sede da Secretaria, Avenida Dr. Fernando Costa, 800-Posto de Monta, pelo e-mail agronegocios@braganca.sp.gov.br ou pelo telefone (11) 4035-7670.

Conversas no Facebook


Secured By miniOrange