Cotidiano

Sangue de Primeira: Bragantino e HUSF fazem campanha para incentivar doação de sangue

publicado em 2 de dezembro de 2019 - Por BJD
Camisa autografada pelos campeões será sorteada. Na foto, Frei Roberto Santos, diretor, e André Aparecido de Oliveira, advogado do HUSF (Crédito: Marcos V. Ribeiro/HUSF)

A partir desta terça-feira, 3 de dezembro, o Hospital Universitário São Francisco na Providência de Deus (HUSF) e o Clube Atlético Bragantino iniciam um projeto pioneiro para chamar a atenção à doação voluntária de sangue: o ‘Sangue de Primeira’.

Segundo o hospital, quem doar sangue no Hemonúcleo Regional entre os dias 3 e 28 de dezembro concorrerá a uma camiseta oficial (cor branca, modelo Nike, tamanho G) do Bragantino autografada pelos campeões da Série B.
O Hemonúcleo Regional do HUSF está com o estoque de bolsas de sangue muito abaixo do ideal.

E os meses de férias representam os menores índices de doação. A campanha visa estimular a doação nesta época crítica. “É uma histórica campanha em prol da saúde pública da região”, afirmam os organizadores. Na semana passada, os campeões Claudinho, Julio César, Morato, Uillian Correa, Léo Ortiz e Bruno Tubarão gravaram um vídeo institucional, publicado nas redes sociais do HUSF.

O Hemonúcleo Regional funciona de segunda a sábado, exceto feriados, das 7h30 às 13h00 e está localizado nas dependências do Hospital Universitário São Francisco.

Referência na região de Bragança Paulista, o Hemonúcleo do HUSF fornece sangue e seus respectivos componentes às instituições de saúde públicas e privadas dos municípios vizinhos, sendo responsável, também, pelo suporte às terapias transfusionais em pacientes internados em seus leitos.

Para ser um doador de sangue, é necessário: ter entre 16 e 69 anos (menor de idade deve apresentar autorização, e sua primeira doação deve ser feita até os 60 anos); pesar mais de 50 kg; ter repousado por no mínimo seis horas no dia da doação de sangue; não estar em jejum, mas ter feito uma alimentação leve; não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 24 horas; não estar grávida, amamentando ou ter feito parto ou sofrido aborto há menos de três meses; não estar com febre, gripe ou resfriado; não ter recebido transfusão de sangue nos últimos 12 meses; não ter antecedentes de Hepatite, Doença de Chagas ou Sífilis; não ter comportamento de risco para AIDS; não ser usuário de drogas; e é preciso aguardar um ano para a doação após realizar procedimento de tatuagem ou piercing.

Homens podem doar sangue a cada 60 dias (contabilizando, no máximo, quatro doações no período de um ano) e mulheres podem doar a cada 90 dias (contabilizando, no máximo, três doações no período de um ano).

Para mais informações, ligue: (11) 2490-1240