Cotidiano

Reforma do velório municipal deve ser concluída na primeira quinzena de agosto

publicado em 24 de julho de 2020 - Por BJD
Arquivo (SECOM)

A Prefeitura de Bragança Paulista está reformando e readequando o Velório Municipal, localizado ao lado do Cemitério da Saudade, na Vila Municipal.

Segundo a Secretária Municipal de Obras, os trabalhos devem ser concluídos na primeira quinzena de agosto.

“Os serviços estão 50% concluídos e a entrega está prevista para o dia 14 de agosto. Foram realizadas demolições de alvenaria e revestimentos parte interna e externa; a árvore na parte interna foi removida; 90% do piso da área interna e 60% da área externa foram executados; 20% dos revestimentos dos banheiros colocados; 60% da pintura interna realizada; o ar condicionado está parcialmente instalado; 100% da impermeabilização da laje executada; e as telhas da cobertura trocadas. Recentemente foram iniciados os trabalhos na copa, faltando realizar as instalações sanitárias e elétricas”, informou a Prefeitura ao Bragança-Jornal.

A reforma está orçada em R$ 280.010.81, recursos oriundos do Tesouro Municipal.

AGLOMERAÇÃO NAS CERIMÔNIAS DE SEPULTAMENTO

Com a reforma do Velório Municipal, as cerimônias estão ocorrendo nas capelas internas do Cemitério da Saudade: Capelas das Almas e Capela Bom Jesus; e também na Capela Nossa Senhora do Carmo, localizada na Rua Major Benedito Rodrigues Moreira, 200, na Vila Municipal, que pertence à Paróquia Santa Terezinha. O tempo do velório foi limitado a quatro horas no máximo, conforme decreto municipal 3.258/2020, com limite de 20 pessoas presentes para cada ente velado.

No entanto, a reportagem do Bragança-Jornal recebeu informações de que recentemente uma das capelas recebeu quatro corpos para sepultamento no mesmo horário, o que causou aglomeração de pessoas.

“A Administração do Cemitério e a Secretaria Municipal de Serviços têm solicitado às famílias a máxima compreensão no sentido de que, durante a cerimônia de velório, permaneça no local o menor número de pessoas possível, com uso obrigatório de máscara e revezamento para acesso de outros”.

A Secretaria de Serviços, responsável pela administração do Velório e Cemitério da Saudade, informou que desde o início da pandemia está trabalhando em sintonia com as agências funerárias para minimizar os problemas. “Nesses mais de 4 meses com a impossibilidade de usar as dependências do Velório Municipal, houve grande colaboração das famílias, da Diocese e da Paróquia de Santa Terezinha.

A Capela de Nossa Senhora do Carmo, localizada na Rua Major Benedito Rodrigues Moreira, 200, na Vila Municipal, está sendo utilizada como apoio do velório”.
Os sepultamentos de casos confirmados ou suspeitos de Covid-19 são realizados sem velório.

Conversas no Facebook