Cotidiano

Radares voltam a funcionar em alguns pontos da cidade

publicado em 29 de junho de 2020 - Por BJD
Cruzamento da Alameda XV de Dezembro com a Avenida Francisco Samuel Luchesi Filho é monitorado por radar (Secom)

Nesta segunda-feira, 29 de junho, diversos radares de monitoramento do trânsito começaram a funcionar em vários pontos da cidade.

Os equipamentos que entraram em funcionamento estão localizados no cruzamento da Avenida Dr. José Adriano Marrey Jr. com a Alameda XV de Dezembro; no cruzamento entre a Avenida José Gomes da Rocha Leal com a Travessa Riachuelo; cruzamento da Alameda XV de Dezembro com a Avenida Francisco Samuel Luchesi Filho; cruzamento da Avenida Antônio Pires Pimentel com a Rua Liberdade; Avenida dos Imigrantes e Rua Jorge Abraão Judar; e na Avenida Tancredo de Almeida Neves com Rua Mauro de Próspero.

“O objetivo é dar maior segurança ao trânsito em vias de grande fluxo de veículos e pedestres; os aparelhos devem fiscalizar infrações de trânsito como o avanço de semáforo e parada sobre a faixa de pedestres na via”, informou a Prefeitura.

Conforme já publicado pelo Bragança-Jornal, já estavam em funcionamentos os equipamentos de fiscalização de restrição de veículos pesados, instalados na Avenida Alberto Diniz, Avenida dos Imigrantes e Avenida Dom Pedro I; assim como a fiscalização de velocidade na Avenida Alberto Diniz, avanço de sinal e parada sobre a faixa de pedestres nos cruzamentos da Avenida Antônio Pires Pimentel com a Rua Professor Luiz Nardy, Rua João Franco com Gentil Franco, Avenida Minas Gerais com a Avenida Lindoia e entre a Travessa Tamoios e Rua Dr. Freitas.

“O excesso de velocidade, uso de celular ao volante e a condução de veículo sob efeito de álcool, são as principais causas de acidentes de trânsito com vítimas graves e fatais no país. A implantação dos equipamentos de fiscalização de velocidade é de suma importância, pois contribuem para a redução da estatística de vítimas, principalmente nas ruas e avenidas da cidade”, finalizou a Prefeitura, em nota.

Conversas no Facebook