Cotidiano

Projeto do Samu/192 para transporte de bolsas de sangue já é realidade em Bragança Paulista

publicado em 27 de julho de 2020 - Por BJD
Técnicos da Vigilância Sanitária local e do Grupo de Vigilância Sanitária (GVS) de Campinas aprovaram o projeto na última quinta-feira, 23 de julho (SECOM)

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), em parceria com o Hospital Universitário São Francisco (HUSF), recebeu na manhã da última quinta-feira, 23 de julho, alvará sanitário que permite o transporte de bolsas de sangue, bem como armazenamento e transfusão de sangue nas unidades de resgate.

O serviço foi aprovado Grupo de Vigilância Sanitária (GVS) de Campinas, e pela Vigilância Sanitária do município.
De acordo com o coordenador Regional do Samu/192, Israel Silva, o projeto terá duas unidades com concentrados de hemácias do tipo O negativo (O-), que serão utilizadas em caso de choque hemorrágico. A estratégia demonstrou reduzir o número de mortes causadas por sangramento decorrentes de politraumatismo, hemorragia digestiva, sangramento puerperal, entre outros.

“Durante este último ano, trabalhamos para nos adequar com as questões dos protocolos operacionais e compra de equipamentos para ter esse recurso na ambulância. Agora estamos aguardando a realização de um Decreto Municipal e de uma Nota Técnica emitida pela Anvisa para operacionalização”, afirmou o coordenador médico do Samu/192, Lucas Certain.

A secretária municipal de Saúde, Marina Fátima de Oliveira, parabenizou o Samu pela dedicação em sempre atender a população com qualidade. “Isso vai ajudar extremamente a população. É um marco para a medicina, para a enfermagem e para o serviço pré-hospitalar no Brasil e também para a América Latina. Parabéns a todos os envolvidos”, concluiu.

Conversas no Facebook