Cotidiano

Prefeitura promove campanhas

publicado em 23 de dezembro de 2019 - Por BJD

A Prefeitura tem insistido em campanhas para que a população não dê esmolas aos moradores de rua e, a mais recente, para que não alimente animais silvestres.

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente alerta os munícipes sobre o perigo de alimentar os animais que se encontram soltos na natureza, os silvestres e aqueles que pertencem ao acervo dos espaços públicos, como por exemplo, as aves do Lago do Taboão.

Segundo a Secretaria, alimentá-los pode ocasionar a desmotivação em buscar o próprio alimento, no caso dos que vivem em ambientes urbanos. A alimentação indevida também ocasiona a proliferação de espécies que oferecem riscos à saúde humana, como é o caso de pombos e ratos.

Moradores de rua- Com o objetivo de conscientizar a sociedade para não dar esmolas às pessoas em situação de rua, mas encaminhá-las aos serviços assistenciais do município, a Secretaria de Ação e Desenvolvimento Social (SEMADS) relançou no início do mês a campanha ‘’Dê oportunidades, não dê esmolas’’.

“Dar esmolas a pedintes os incentiva a permanecerem nessa condição. As doações acabam sendo usadas como moeda de troca na aquisição de drogas e álcool, ou utilizadas para construção de abrigos, que muitas vezes são deixados no local, pois sabem que receberão novas doações.

As coisas e objetos deixados no local acarretam diversos problemas, como doenças, lixo excessivo que vai parar em rios e bueiros, e outras questões de saúde. O trabalho não é fácil, mas necessário, por isso o poder público precisa do apoio de toda sociedade”, disse a secretária da Semads, Margarete Alvarenga.

A secretária informou que no início desta gestão havia cerca de 150 pessoas fazendo uso das ruas e atualmente são apenas 15, que já estão cadastradas. A equipe da Semads identificou que são homens que usam a rua para consumo de álcool e outras drogas, mas têm residência na cidade. Atualmente são três os serviços de atendimento à pessoa em situação de rua: Centro Pop, Abordagem Social e Albergue Maranata.

O foco da campanha é para que a população não dê esmolas e sim avise à Semads caso seja abordada ou encontre uma pessoa em situação de rua. Para isso, basta entrar em contato no Centro Pop, pelo telefone (11) 4032-6400 / (11) 94319-3739 ou se dirigir à Avenida Doutor Adriano Marrey Junior, 967, na Penha.