Cotidiano

Prefeitura divulga balanço de atendimentos sociais no mês de janeiro

publicado em 19 de fevereiro de 2021 - Por BJD
O Centro Pop é uma unidade pública voltada ao atendimento especializado à população em situação de rua (Secom)

A Prefeitura divulgou nesta semana um balanço dos atendimentos realizados no município por meio de equipamentos públicos CREAS e Centro Pop em janeiro.

CREAS

O Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) é um equipamento público que oferece serviços com o objetivo de acolher, orientar e acompanhar famílias e indivíduos em situação de violação de direitos, visando fortalecer e reconstruir os vínculos familiares e comunitários.

No mês de janeiro, dos oito serviços que são ofertados pelo CREAS, sete deles foram utilizados pelos munícipes. Segundo a Prefeitura, os serviços mais usufruídos no primeiro mês de 2021 foram encaminhamentos (137), orientações diversas (60), visita domiciliar (26), atendimento social (25), encerramento de processo (24), elaboração de relatório (12) e atendimento psicossocial (9), totalizando os 198 atendimentos de janeiro.

Alguns exemplos de direitos violados ou ameaçados são o abandono; abuso sexual; violência física e/ou psicológica contra mulheres, idosos ou crianças; e o afastamento do convívio familiar, que evidencia rompimento ou fragilização desses vínculos.

O que é ofertado no CREAS é diferente do que é disponibilizado aos usuários atendidos no CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), no qual os indivíduos estão em situação de risco e vulnerabilidade, mas ainda com vínculos familiares preservados.

Em Bragança Paulista, o CREAS está situado na Rua Dr. José H. Pereira Guimarães, 64, Lavapés. Os telefones para contato ou denúncias são 4603-1549 ou 4033-0300.

CENTRO POP

Já o Centro Pop realizou em janeiro 130 atendimentos psicossociais e 154 abordagens nas ruas de Bragança Paulista. Além desses serviços, a unidade pública também ofereceu itens de higiene pessoal e café da manhã para 93 pessoas, e fez a identificação de outras 15 que vivem nessa situação de vulnerabilidade social.

Mais 16 pessoas foram encaminhadas para as áreas de saúde, documentação, trabalho e outros, e mais 12 para o Albergue Maranata. O Centro Pop pode ser acessado de forma espontânea pela pessoa em situação de rua ou trazido ao Serviço Especializado em Abordagem Social, que vai buscar as pessoas nas ruas para serem atendidas.

Obrigatoriamente, o Centro Pop, que realiza atendimentos individuais e coletivos, deve ofertar o Serviço Especializado para Pessoas em Situação de Rua e representar um espaço de referência para o convívio social e o desenvolvimento de relações de solidariedade, afetividade e respeito. O público atendido é composto por jovens, adultos, idosos e famílias que utilizam as ruas como espaço de moradia e/ou sobrevivência.

Os serviços ofertados pela unidade são atendimento psicossocial, encaminhamentos a tratamentos de saúde, ao CAPS AD, ao PAT, segunda via de documentos, passagens para retorno ao município de origem, além de alimentação, roupas e banho.

A unidade pública está localizada na Av. Dr. Adriano Marrey Jr. nº 967, Penha. O telefone de contato é (11) 4032-6400.

Conversas no Facebook