Cotidiano

Paróquia Nossa Senhora da Conceição completa 255 anos de caminhada

publicado em 14 de fevereiro de 2020 - Por BJD
Bragança-Jornal

Na última quinta-feira, 13 de fevereiro, a Paróquia Nossa Senhora da Conceição, que anos mais tarde tornaria a Catedral da Diocese de Bragança Paulista, completou 255 anos de caminhada.

E para registrar esse marco, o historiador José Roberto Vasconcellos enviou ao Bragança-Jornal dados marcantes dessa história.

“Tudo começou no início do século 18, no grande Sertão do Jaguary, na região chamada Canivete, no espigão do morro ladeado pelos ribeirões Ynhauma, à leste, e o Canivete, à oeste. Aquela região pertencia à Paróquia de São João de Atibaia, cuja Matriz estava a 6 léguas, cerca de 29 quilômetros. Sentiam seus residentes a necessidade de sacerdotes que administrassem os sacramentos e de Igreja para ouvirem Missas”, relata inicialmente o historiador.

“Poderiam eles, com facilidade, fazer capelas com o trabalho de seus braços, não dispondo, no entanto, de possibilidade para os paramentarem, menos ainda para a sustentação de pároco, por serem geralmente pobres. Esperaram bastante tempo.

Quase ao final daquele século [em 1763], o paulista Antônio Pires Pimentel e sua esposa Ignácia da Silva, moradores no bairro, doaram à Igreja Católica, por escritura pública, terreno suficiente para ali se construir uma capela. Levantou-se ela no ano seguinte sob a invocação de Nossa Senhora da Conceição. Construída a capela, pelo casal foi entronizada a imagem de Nossa Senhora da Conceição e ao redor da capela formou-se um pequeno povoado que foi chamado Conceição do Jaguary”

Transcorrido alguns meses, ao final de dezembro de 1764 ou início de 1765, na sede do governo colonial na cidade Rio de Janeiro, era dada autorização para a instalação da Freguesia naquele pequeno povoado, e consequentemente propiciava o surgimento de uma Paróquia.

Segundo José Roberto, o termo de abertura do 1º Livro de Batizados é datado de 8 de fevereiro de 1765 e nele consta: “Este livro de baptizados há de servir para se fazerem os assentos de batismo da nova freguesia de Nossa Senhora da Conceição do Jaguary, o qual vai numerado e rubricado com rubrica de meu uso – Prof. – e no fim leva o termo de encerramento. São Paulo, 8 de fevereiro de 1765. a) Vigro. Cap. Manoel de Jesus, Pr.”

“Para pároco da Nova Freguesia foi designado o padre Jerônimo Bueno de Camargo. Sua chegada e posse ocorreu em 13 de fevereiro de 1765, sendo assim criada a Paróquia Nossa Senhora da Conceição do Jaguary e o povoado é reconhecido como Freguesia. A pequena capela foi elevada a Matriz e a nova paróquia era extensiva na sua parte territorial”, conta José Roberto.

A primeira atividade paroquial na Matriz ocorreu em 17 de fevereiro de 1765, dia que padre Jerônimo batizou a Maria, filha de João Pais Domingues e de Leonor Pedrosa. “A realização do primeiro ato litúrgico sacramental na Matriz da Freguesia Nossa Senhora da Conceição do Jaguary significa o início das atividades paroquiais que perduram até hoje na Paróquia-Mãe, assim chamada por ser a primeira instalada na cidade”, afirma.

A imagem de Nossa Senhora da Conceição entronizada por dona Ignácia e seu esposo Antônio na capela primitiva esteve em trono próprio na Igreja Matriz até ao final de 1.899. Hoje está sob guarda do Bispo Diocesano, na Casa da Diocese.

“Naquele ano, 1.899, no paroquiato do Cônego Francisco Claro de Assis foi entronizada a atual imagem da padroeira, ofertada pela paroquiana Libânia Cintra Valle”, conta José Roberto.

Aos 24 de julho de 1925, o papa Pio X pela bula “AsSacram Petri Sedem” cria a Diocese de Bragança Paulista no Brasil, sendo a Matriz elevada à Catedral, sob a invocação da Imaculada Conceição, e assim consagrada em 19 de junho de1927 por ocasião da posse de seu primeiro bispo, Dom José Maurício da Rocha.

Durante os 255 anos, a paróquia teve 50 padres. Também nesse período, a primeira capela, construída em 1765, foi ampliada e modificada por cinco vezes e na última remodelação surgiu o atual prédio, obra projetada pelo arquiteto Antônio Carlos Faria Pedrosa.

Em 8 de dezembro de 1977, Festa da Padroeira da cidade e da Diocese, a Matriz Nossa Senhora da Conceição – Catedral Diocesana de Bragança Paulista estava pronta.

A primeira ordenação sacerdotal na nova matriz ocorreu em 15 de novembro de 1973, quando foi conferida a ordem sacerdotal ao diácono Giovanni Barrese, atual pároco da Igreja Santa Terezinha.