Cotidiano

Obras no Colégio São Luiz ganham impulso

publicado em 7 de setembro de 2019 - Por BJD
Crédito: Divulgação

Na última quinta-feira, 5 de setembro, as obras de reforma e restauro do Colégio São Luiz ganharam novo impulso. Um guindaste de alta tecnologia, que suporta até 80 toneladas, foi disponibilizado para a colocação da estrutura metálica do pavimento superior (foto).

Um dos módulos colocados fará parte da estrutura do Teatro Carlos Gomes, no primeiro pavimento.

Das peças que começaram a serem colocadas, a de maior peso tem duas toneladas, segundo os engenheiros que gerenciam a obra. O guindaste suporta até 80 toneladas. A próxima etapa em que o equipamento de ser utilizado será para a colocação da estrutura de cobertura.

O Bragança-Jornal acompanhou parte dos trabalhos no Colégio São Luiz na última quinta-feira. Foi possível observar, além do trabalho com as estruturas metálicas, que o prédio já ganhou novas janelas de madeira. Aos poucos, a obra começa a ganhar forma e se aproximar do projeto foi desenvolvido pelo arquiteto bragantino Afonso Risi.

O Centro Cultural tem sido tratado pelo prefeito Jesus Chedid como um marco de sua Administração, devido o potencial do prédio histórico se tornar referência nacional na área da cultura. A obra está sendo executada pela empresa TD Construções Redes e Instalações Eireli, cujo contrato vai até dezembro para essa fase.

O gerenciamento da obra é realizado pela empresa Kingline Consultoria em Soluções de Engenharia. Além da empresa, o secretário de Obras, André Monteiro, e o chefe de Divisão de Obras Públicas, Liza Sanches, também fazem o acompanhamento de perto.

O Centro Cultural terá três pavimentos (térreo, 1º e 2º pisos), com diversas áreas com salas de exposição, teatro de arena, escolas de artes e danças, salão de atos, bibliotecas e também o Teatro Carlos Gomes.