Cotidiano

“Não perturbe” dos bancos já está em vigor

publicado em 3 de janeiro de 2020 - Por BJD
Foto: Ilustração

Começou a valer na última quinta-feira, 2 de janeiro, o “Não perturbe” dos bancos. A medida, proposta no ano passado, tem como objetivo frear as ligações dos bancos com ofertas de crédito consignado a aposentados e pensionistas.
Para bloquear essas ligações, os interessados devem cadastrar os números fixos e de celular ligados ao próprio CPF. A partir do bloqueio, os bancos têm até 30 dias para se adequar e não realizar mais as ligações.

O link para realizar o bloqueio estará disponível nas páginas das 23 instituições financeiras que aderiram ao programa, responsáveis por 98% do volume da carta de crédito no Brasil. Entre elas, estão Banco do Brasil, Santander, Caixa Econômica Federal e Bradesco.

Além de bloquear as chamadas indesejáveis, a Autorregulação do Crédito Consignado terá outras medidas, como a criação de métodos para desestimular essa oferta em excesso a aposentados e pensionistas.

As empresas de telecomunicação também oferecem esse serviço. A multa para quem descumprir a solicitação pode chegar a R$ 50 milhões, segundo determinação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

O link para cadastrar os números de telefone é naomeperturbe.com.br.

Confira a lista dos bancos que aderiram à Autorregulação do Crédito Consignado:
Agibank; Alfa; Banco do Brasil; Banco do Nordeste; Banrisul; Barigui; Bradesco; BMG; BRB; Caixa; Cetelem; CCB; Daycoval; Estrela Mineira; Inter; Itaú; Mercantil; Pan; Paraná Banco; Safra; Santander; Sicredi; Votorantim.