Cotidiano

Motoristas de aplicativos de Bragança aderem à paralisação nacional

publicado em 4 de novembro de 2020 - Por BJD
Ação reuniu 71 carros e 80 motoristas (Divulgação AMABRE)

Na última terça-feira, 3 de novembro, motoristas de aplicativo de Bragança Paulista se reuniram em frente à Concha Acústica no Bairro do Matadouro para se manifestarem sobre os valores que recebem pelas corridas, que têm aumentado aos passageiros, mas não são repassados aos motoristas.

O ato de “cruzar os braços” por algumas horas teve como objetivo demonstrar o descontentamento com o sistema utilizado pelos aplicativos.

A ação ocorreu em diversos estados do país e em Bragança Paulista foi viabilizada pela Associação de Motoristas de Aplicativos de Bragança Paulista e Região (AMABRE). Com início pela manhã, o movimento teve seu ápice no período da tarde, quando reuniu 71 carros e 80 motoristas, pois nem todos puderam comparecer.

Marco Antônio Reyes, motorista há dois anos e meio e um dos líderes do movimento de paralisação, comenta que essa reivindicação é justa, pois o valor repassado pelos aplicativos é o único ao qual o motorista tem direito. “Todo o consumo e manutenção do carro quem arca é o motorista, não o aplicativo”, explica.

Valores

Atualmente, para os motoristas da Região Bragantina o Uber repassa o valor de R$0,20 por minuto + R$1,10/km, mas desconta 25% do total da viagem. Já a 99 repassa R$0,10 por minuto + R$0,94/km (0-7) e acima de 7 km R$1,04/km.

Marco Antônio reforça que este é o valor pago a contar do momento em que o passageiro entra no carro. “O trajeto para buscar o passageiro não está incluso”, afirma. A ideia da paralisação é chamar a atenção das empresas de transporte por aplicativo para melhorar os valores repassados aos motoristas.

Marco Antônio também considera que o transporte por aplicativo representa um importante movimento para a economia local. “Grande parte dos motoristas são da cidade, portanto abastecem e se alimentam aqui. É uma renda que fica”, comenta. Ele finaliza pontuando a facilidade de locomoção que esse transporte proporciona. “Com atuação de praticamente 24 horas por dia, o transporte por aplicativo traz praticidade à população”, finaliza.

Conversas no Facebook