Cotidiano

Mesmo com chuva recorde para o mês de julho, Cantareira tem queda

publicado em 2 de agosto de 2019 - Por BJD
Mês de julho registrou chuvas 89,7% a mais que a média histórica (Crédito: Bragança-Jornal)

O Sistema Cantareira fechou o mês de julho com 54% de sua capacidade de armazenamento, segundo dados da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). O sistema teve queda percentual de 1,4 em relação ao mês de junho, que fechou com 55,4%.

No mês de julho, a média histórica de chuva, segundo dados da Sabesp, é de 48,7 mm e neste ano o Sistema Cantareira recebeu 92,4 mm, uma variação de 89,73%.

O Cantareira opera fora do nível de alerta, que é de 40% de sua capacidade, mas a situação é preocupante. Desde o mês de maio, o sistema registra quedas no nível de armazenamento.