Cotidiano

Instituto Federal promoverá curso em parceria com a Austrália

publicado em 29 de novembro de 2019 - Por BJD
Da esq. para a dir.: o vereador Paulo Mário; a gerente Priscila Guazelli dos Santos; e o professor Vitor Garcia (Crédito: DCI)

Na última semana, o Instituto Federal São Paulo (IFSP), campus de Bragança Paulista, apresentou para representantes de empresas da cidade, a proposta de um novo curso técnico de mecatrônica que está em fase de elaboração pela unidade escolar em parceria com o governo da Austrália.

A iniciativa do encontro entre os representantes do IFSP e uma empresa do ramo alimentício foi organizada pelo vereador Paulo Mário Arruda de Vasconcellos, que tem se empenhado para promover a aproximação das instituições de ensino e empresas no município, buscando fortalecer a mão de obra para atrair mais oportunidades de empregos para Bragança Paulista.

O coordenador de Extensão do IFSP, Vitor Garcia, apresentou à gerente de Capital Humano da empresa Arcor, Priscila Guazelli dos Santos, e à coordenadora de Recursos Humanos, Amanda Seixas, a ideia do curso, obtendo uma resposta positiva da empresa.

“Já temos um curso técnico na área de mecatrônica na escola, mas estamos apresentando algo novo. Esse curso é uma parceria do IFSP com a Embaixada da Austrália. Atualmente a Austrália é reconhecida mundialmente pela qualidade de ensino. Estamos implementando esse curso e a característica principal dele é ser baseado em competências. Ele não é mais focado em conceitos ou conteúdos. A ideia é que o aluno saia do curso sabendo fazer na prática o que ele precisa fazer em qualquer indústria. Queremos atender parte da demanda de vocês do profissional técnico”, explicou Vitor.

O objetivo do encontro foi promover o diálogo dos professores do IFSP com os responsáveis pela parte técnica e de manutenção da empresa. “Queremos saber o que o técnico de mecatrônica que entra aqui precisa saber, para dentro dessas especificações avaliar as competências que já temos propostas no currículo do curso”, pontuou o professor. Outras empresas estão sendo consultadas, para garantir que o conteúdo possa atender a demanda prática do mercado de trabalho.

Além dos conteúdos pragmáticos relacionados à mecatrônica, o curso também terá formação voltada para área comportamental, algo que chamou atenção das responsáveis da empresa. “Contratamos hoje pelo conhecimento, mas demitimos pelo comportamento. Por isso quando formamos a pessoa na base também já na parte comportamental é mais fácil”, comentou Priscila. Com o aval da empresa, o IFSP fará os contatos com os colaboradores para poder seguir com a elaboração das competências do novo curso.

Para o vereador Paulo Mário, o encontro foi muito proveitoso. “Falamos sempre da questão da geração de empregos, de atrair novas empresas para o município e tantas outras coisas, porém é necessário, além de garantir novas oportunidades, fortalecer o que já temos. Esse curso garante uma formação de alta qualidade para nossos profissionais, o que facilita o ingresso no mercado de trabalho. Sigo buscando alternativas para o município e em breve teremos mais novidades sobre o projeto da incubadora de empresas, parceria entre o município, IFSP e outras instituições de ensino”, concluiu.