Cotidiano

‘Grupo Resgate’ visa identificar estudantes em situação de vulnerabilidade

publicado em 3 de maio de 2019 - Por BJD
Ação envolve forças de segurança, órgãos públicos municipais e estaduais e iniciativa privada (Crédito: Divulgação)

Após o triste episódio do massacre em Suzano, na Escola Estadual Raul Brasil, que terminou com a morte de dez pessoas, incluindo os dois atiradores, no dia 13 de março, Bragança Paulista iniciou um projeto chamado “Grupo Resgate”

, que tem como principal objetivo identificar casos de estudantes em situação de vulnerabilidade e encaminhá-los para a rede de atendimento.

Matéria completa na edição impressa de sábado, 4 de maio.