Cotidiano

Funcionários de empresa terceirizada protestam

publicado em 29 de janeiro de 2020 - Por BJD
Gerson Gomes/Bragança-Jornal

Na manhã desta quarta-feira, 29 de janeiro, cerca de 30 funcionários da empresa Shekinah, contratada pela Prefeitura via licitação para auxiliar nos trabalhos de roçada, capina, limpeza, transporte de resíduos e demais serviços da zeladoria pública, protestaram por atraso de pagamento de salário.

Conforme apurado pelo Bragança-Jornal, a Prefeitura está em dia com a empresa. Esta, por sua vez, segundo o vice-prefeito Amauri Sodré, atrasou o vale (parte do pagamento) do dia 20 e também não está fornecendo almoço a boa parte dos funcionários. A empresa tem 86 empregados em Bragança Paulista.

O grupo saiu da sede da empresa, no Bairro do Cruzeiro, seguiu a pé até a Prefeitura e fez um protesto tranquilo. Na Prefeitura, cinco representantes dos trabalhadores se reuniram com o vice-prefeito Amauri e os secretários municipais de Assuntos Jurídicos, Tiago José Lopes; de Serviços, Aniz Abib Júnior; de Administração, Darwin da Cruz Gonçalves; Especial de Gabinete, Jocimar Bueno do Prado; e com o chefe de Gabinete, José Galileu.

Segundo o secretário Aniz, a Prefeitura irá rescindir o contrato com a empresa Shekinah, que por várias ocasiões foi notificada por não prestar o serviço de forma correta. A Prefeitura concluiu uma nova licitação e deve assinar contrato com nova empresa ainda esta semana.

O Bragança-Jornal não conseguiu contato com representantes da empresa Shekinah.