Cotidiano

Fiscalização notifica estabelecimentos que não respeitaram rodízio

publicado em 3 de junho de 2020 - Por BJD
Foto: Gerson Gomes / Bragança Jornal

Entrou em vigor no início desta semana o Plano de Retomada de atividades do município, e, conforme antecipado pelo Bragança-Jornal, a fiscalização será rígida. Em apenas dois dias, a Prefeitura notificou 48 estabelecimentos da área central por não respeitarem o rodízio imposto na ‘zona vermelha’.
Na manhã da última segunda-feira, 1º de junho, o Comitê de Crise para Supervisão e Monitoramento dos Impactos da Covid-19 se reuniu para alinhar condutas de orientação aos proprietários e responsáveis dos comércios da cidade sobre as determinações impostas pelo Plano de Retomada.

O Plano contempla a abertura de estabelecimentos considerados anteriormente pelo Governo como não essenciais, que foram divididos por atividades e localização: os de alta densidade, localizados na região central, classificada como Zona Vermelha; e os de baixa densidade, estabelecimentos de bairros, como Zona Verde. As duas zonas têm horários e limitações para funcionamento.

A Zona Verde por se tratar de uma região de comércios de bairro e com menor fluxo de pessoas, os estabelecimentos considerados como não essenciais podem funcionar de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, exceto salões de beleza, que poderão estender seu atendimento até o sábado.

Na Zona Vermelha foi implantado um sistema de rodízio, no qual lojas de departamentos, tecidos, papelarias, relojoarias e joalherias, confecção e calçados, salões de beleza e imobiliárias podem abrir regularmente às terças-feiras, quintas-feiras e sábado. Já os estabelecimentos dos segmentos de floricultura, paisagismo e jardinagem, lojas de informática e eletrônicos, podem abrir às segundas, quartas e sextas-feiras.

Para tanto, todos devem adotar ações como a obrigatoriedade do uso de máscaras, limpeza e higienização rigorosa do estabelecimento, disponibilização de álcool gel, distribuição de senhas de acesso e estipular lotação máxima, dentre outras condutas.

Após deliberação, o comitê alinhou as orientações a serem passadas aos comerciantes, principalmente para aqueles que tenham dúvidas em qual área ou segmento se enquadram.

FISCALIZAÇÃO

Na tarde de segunda-feira, primeiro dia da vigência do Plano, as equipes de fiscalização orientaram diversos proprietários e responsáveis por estabelecimentos na região central, que compreende a Zona Vermelha, salientando sobre o sistema de rodízio determinado pelo Plano.

A Zona Vermelha é composta por vias como as ruas Coronel Teófilo Leme, Coronel João Leme, Coronel Osório, Cândido Rodrigues, Dona Carolina, Travessa Itália, Praça Raul Leme e José Bonifácio, bem como a Avenida Antonio Pires Pimentel e Avenida José Gomes da Rocha Leal.

A fiscalização também se estendeu para a região que contempla a Zona Verde, para orientar e notificar descumprimentos das ações e medidas instituídas no Plano de Retomada.

Segundo a Prefeitura, na segunda-feira os fiscais notificaram 19 estabelecimentos, entre eles a Pernambucanas, Lojas Americanas e Humanitarian Calçados por estarem funcionando em dia não permitido, conforme o rodízio.

Na terça-feira, 2, foram 29 notificações, com fechamento de lojas que estavam funcionando em dia errado, além 23 inspeções da Visa.

Conversas no Facebook