Cotidiano

Fatec Bragança Paulista completou 12 anos

publicado em 7 de outubro de 2020 - Por BJD
Bragança-Jornal

A Faculdade de Tecnologia de Bragança Paulista (Fatec) Jornalista Omair Fagundes de Oliveira, completou 12 anos no último mês de setembro.

O deputado estadual Edmir Chedid foi autor da Indicação nº 1444/2006 que resultou, em 2008, na instalação da Faculdade de Tecnologia no município. De 2008 a 2014, a unidade ficou alocada em prédio cedido pela Prefeitura.

O deputado estadual Edmir Chedid também foi autor do requerimento pelo qual o governo do Estado investiu R$ 14 milhões na construção da Faculdade de Tecnologia, e também foi dele o projeto de lei que nomeou a unidade de Jornalista Omair Fagundes de Oliveira.

O prédio conta com 16 salas de aula, seis laboratórios (informática, química, física e pesquisas multidisciplinares), em área de 22 mil metros na região do Jardim da Fraternidade, doa da pela Prefeitura de Bragança Paulista.

CURSOS

A Fatec de Bragança Paulista possui seis cursos: Logística; Análise e Desenvolvimento de Sistemas; Gestão da Tecnologia da Informação; Gestão Financeira; Gestão Empresarial (Ead); e Gestão Empresarial (Presencial).
A unidade também possui um Centro de Acesso a Tecnologias (Catec), projeto de inclusão digital regido pela Fatec por meio de um convênio com a Prefeitura.

O projeto atua na cidade desde maio/2011 fornecendo à população cursos totalmente gratuitos de informática básica e avançada, incluindo pessoas no mundo digital e no mercado de trabalho da cidade e região. Ao todo são disponibilizados 18 cursos nos turnos da manhã e tarde.

Estão entre eles: Introdução à Informática Básica, Editor de Textos, Editor de Planilhas (básico e avançado), Editor de Imagens, Editor de Apresentações e Informática para a Terceira Idade. Também há cursos profissionalizantes como: Excel Avançado e Scratch (programação).

SOBRE A FATEC

As Faculdades de Tecnologia, mantidas pelo Centro Paula Souza, são instituições públicas de ensino superior que oferecem cursos de graduação em tecnologia gratuitos, devidamente reconhecidos, estruturados e desenvolvidos para atender aos segmentos atuais e aos emergentes da atividade industrial e do setor de serviços, tendo em vista a constante evolução tecnológica.

O ensino superior é compromissado com o sistema produtivo. Com currículos flexíveis, compostos por disciplinas básicas e humanísticas, de apoio tecnológico e de formação específica na área de atuação do tecnólogo, seus cursos têm carga horária média de 2700 horas, com 3 anos de duração.

Estruturalmente, o ensino se apoia em projetos reais, estudos de casos e em laboratórios específicos aparelhados para reproduzir as condições do ambiente profissional, permitindo ao futuro tecnólogo participar, de forma inovadora, dos vários trabalhos de sua área.

Esse conceito de ensino exige um corpo docente formado por especialistas, bem como por professores que se dedicam integralmente ao desenvolvimento do ensino e da pesquisa tecnológica.

Conversas no Facebook