Cotidiano

Eleição para o Conselho Tutelar foi tranquila

publicado em 7 de outubro de 2019 - Por BJD
Foto – Divulgação

Foi realizada no domingo, 6 de outubro, a eleição para a escolha dos conselheiros tutelares de Bragança Paulista para o mandato de 2020 a 2023. Segundo o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), as eleições foram tranquilas.

A eleição para escolha de novos conselheiros ocorreu em todo o país.

Em Bragança Paulista foram cinco candidatos para cinco vagas disponíveis. “Embora praticamente eleitos, faltando apenas a validação por meio do voto da população, a eleição foi espetacular”, avaliou a presidente do CMDCA, Simone Aparecida Pinheiro de Souza Bueno.

Segundo dados do CMDCA, 1200 pessoas compareceram à eleição, que obteve o seguinte resultado:

Marisa Ferreira de Lima , 437 votos;

Vanessa Gonçalves Alvarenga, 381 votos;

Simone Migliorelli Marques, 194 votos;

Julius Salomão Lins Oliveira, 149 votos;

Solange Gonçalves Morale, 37 votos.

Foram registrados dois votos nulos e nenhum em branco.

A votação aconteceu na Escola Estadual José Guilherme e foi realizada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), com acompanhamento da Promotoria da Infância e Juventude. O promotor Ricardo Zampieri acompanhou, inclusive, a partir das 15h00, a eleição e a apuração, que foi encerrada por volta das 18h00.

O resultado oficial será publicado na Imprensa Oficial do Município no dia 18 de outubro e a diplomação acontecerá dia 21 do mesmo mês. A nomeação e posse acontecerão dia 10 de janeiro de 2020.

O Conselho Tutelar é um órgão permanente e autônomo, não jurisdicional, encarregado pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente, definidos no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).