Cotidiano

Com chuva acima da média, Cantareira tem alta de 4% em fevereiro

publicado em 2 de março de 2019 - Por BJD
Em 1º de fevereiro, Sistema Cantareira tinha 43,2% de armazenamento e chegou a 47,2% no último dia do mês

O Sistema Cantareira fechou o mês de janeiro com 47,2% de sua capacidade. O volume de água no maior reservatório do Estado de São Paulo teve crescimento de 4% em fevereiro.

De acordo com os dados da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), no mês de fevereiro as chuvas superaram a média histórica, o que contribuiu, obviamente, para o aumento do volume. Neste mês, foram registradas 236,2 mm de chuva, sendo que a média é de 203,4 mm.

Desde o início do ano o Sistema Cantareira está num crescente. Em 1º de janeiro, o reservatório estava com 39,5% de sua capacidade, cinco dias depois chegou a 40% e saiu do nível de alerta para estado de atenção. Segundo a Agência Nacional de Água (ANA), o sistema entra automaticamente na faixa 3, de estado de alerta, quando fica abaixo de 40%; acima de 40% até 59,9%, o estado é de atenção; e para ser considerado normal, precisa chegar a 60%.

Mas não foi somente o Sistema Cantareira que teve alta. Segundo a Sabesp, todos os outros reservatórios controlados pela Companhia tiveram aumento em sua capacidade de armazenamento de água.