Cotidiano

Ciclo de palestra sobre o autismo será realizado na segunda-feira, na Câmara Municipal

publicado em 1 de abril de 2022 - Por BJD
Vereadora Fabiana Alessandri (à esq.), acompanhada da vice-presidente da AMADAS, Clélia Santos, e mãe de Luiz Henrique, em visita à redação do Bragança-Jornal, onde foram recepcionados pelo diretor Carlos Picarelli

Evento é realizado pela vereadora Fabiana Alessandri, com apoio da Escola do Parlamento

Abril é o Mês de Conscientização sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA). A Organização das Nações Unidas (ONU) escolheu o dia 2 para celebrar a data, no entanto, a conscientização ocorre o mês inteiro. E para exaltar a data, a vereadora Fabiana Alessandri, autora da Lei que institui a Semana Municipal de Conscientização do Autismo, promove na segunda-feira (04/04), um ciclo de palestras sobre o autismo.

“Sempre realizamos palestras e eventos com o intuito de esclarecer sobre o autismo”, afirmou a vereadora Fabiana Alessandri, em entrevista ao Bragança-Jornal.

O evento Abril Azul-Conscientização do Autismo terá três palestras. A primeira será sobre o “Direito dos Autistas”, ministrada pelos advogados Fabiano Lourenço da Silva e Ana Paula Lourenço da Silva. Em seguida será “Terapia ABA-Uma Ciência com Amor”, ministrada por Leilane de Almeida e Lourdes Lima, do Espaço Apollo. A última será “A Importância da Inclusão nas Escolas”, ministrada por Julia Mayumi e Janaína Dantas, da Clínica Girassol.

Cada palestra terá aproximadamente meia hora de duração. O evento acontecerá no Plenário da Câmara Municipal (Praça Hafiz Abi Chedid, 125, Jardim América) e será gratuito, dando direito a certificado de participação. Para adentrar na Câmara Municipal é obrigatória a apresentação do comprovante de vacinação. O evento será transmitido no site da Câmara (www.camarabp.sp.gov.br), no canal do Youtube (www.youtube.com/camarabraganca), e na página do Facebook (www.facebook.com/camarabragancapaulista).

De acordo com a Revista Autismo, o Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) é uma condição de saúde caracterizada por déficit na comunicação social (socialização e comunicação verbal e não verbal) e no comportamento (interesse restrito e movimentos repetitivos). Essa condição faz com que as famílias que recebem uma criança autista precisem se preparar para oferecer as melhores condições para o seu desenvolvimento. Para ajudar pais, que a princípio não sabiam lidar com a situação e desconheciam os direitos dessa criança, surgiu a ‘Amadas’ em Bragança Paulista.

A LUTA POR DIREITOS

Fabiana Alessadri é uma das vereadoras mais atuantes na luta de direitos dos autistas. Além dessas atividades, Fabiana pleiteou uma série de melhorias para a comunidade autista. “A Amadas é bastante atuante, pois é uma entidade formalizada e de utilidade pública. Eu faço questão de ajudar esse grupo para ampliar as possibilidades de luta e aumentar sua representatividade”, afirma a vereadora Fabiana Alessandri.

A vereadora conta que além das reivindicações ao poder executivo, também busca auxílio no legislativo estadual. “Há anos trabalhamos nesse sentido, especialmente pela implantação de um centro de atendimento multidisciplinar em nosso município, que pode ser referência para toda região. A ‘Casa do Autista’ proporcionaria atendimento com profissionais especializados e terapias específicas com qualidade. Também estamos lutando para a implantação da carteirinha de identificação da pessoa autista”, disse a vereadora.

Além de ser autora do Projeto de Lei que instituiu a Semana Municipal de Conscientização do Autismo, ela também promoveu a Lei que obriga estabelecimentos a terem em sua placa de atendimento preferencial o símbolo da luta autista.

Conversas no Facebook


Secured By miniOrange