Cotidiano

Certificado de crédito visa estimular reciclagem no país

publicado em 22 de abril de 2022 - Por BJD
Foto: Rovena Rosa/Agencia Brasil

Foi lançado no último dia 13, o Programa Recicla+, que institui o Certificado de Crédito de Reciclagem (CCR). O objetivo é estimular investimentos privados na reciclagem de produtos e embalagens descartados pelos consumidores e ampliar a reciclagem de resíduos sólidos em todo o país.

O Recicla Mais permitirá que cooperativas de catadores, prefeituras, consórcios, iniciativa privada e microempreendedores individuais emitam créditos de reciclagem, a partir da nota fiscal eletrônica. Será possível vender esses créditos para empresas produtoras de resíduos, que precisam comprovar que estão atingindo as metas de logística reversa.

Na ocasião, foi instituído Plano Nacional de Resíduos Sólidos (Planares), que reúne as diretrizes para que o Brasil alcance, nos próximos 20 anos, a meta de reciclar metade do lixo produzido no país. O programa, além de incentivar a reciclagem de materiais, contribui para a criação de empregos verdes e possibilita atendimento de compromissos internacionais e acordos multilaterais assinados pelo Brasil.

Atualmente, apenas 2,2% dos resíduos sólidos urbanos são reciclados. De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, o plano prevê também o aumento da reciclagem de resíduos da construção civil para 25%,

Logística reversa – Atualmente, a legislação brasileira exige que empresas fabricantes, importadoras, distribuidoras e comerciantes de diversos tipos de produtos, como pneus, lâmpadas, óleos, agrotóxicos, eletrônicos, embalagens de plástico, vidro ou metálicas, entre outros materiais, promovam a coleta e a destinação para reciclagem após o consumo.

Pelos cálculos do governo, cerca de 1milhão de catadores de materiais recicláveis do país poderão ser beneficiados com o CCR, além das próprias empresas, que podem atingir suas metas de logística reversa de forma mais rápida e desburocratizada.

Conversas no Facebook


Secured By miniOrange