Cotidiano

Casos de violência doméstica aumentam no município

publicado em 8 de maio de 2020 - Por BJD

A Secretaria Municipal de Segurança e Defesa Civil divulgou dados sobre a violência doméstica no município, referentes aos meses de março e abril de 2020.

Segundo a pasta, em comparação ao mesmo período de 2019, houve aumento nas ocorrências. Em Bragança Paulista, o Projeto Guardiã Maria da Penha realiza diversos trabalhos de proteção e prevenção à violência doméstica.
Segundo balanço do projeto, em março de 2019 foram registrados 37 casos de violência doméstica, 12 vítimas foram incluídas no projeto e realizados 6 flagrantes.

No mesmo período de 2020, foram atendidas 55 vítimas, com 13 inclusões ao projeto e 5 flagrantes. No mês de abril de 2019, foram atendidas 34 vítimas, 14 novas inclusões e realizados 13 flagrantes de violência contra a mulher. Em abril de 2020, foram 47 vítimas atendidas, 7 inclusões ao Guardiã e 3 flagrantes.

Para combater esse aumento nos casos de violência, a Prefeitura lançou recentemente o aplicativo “153 Cidadão”, um espaço especialmente destinado a mulheres. “Além do trabalho do projeto Guardiã Maria da Penha, foi instituído o aplicativo ‘153 Cidadão’, que está à disposição das mulheres vítimas de violência doméstica.

Ao ser acionado o botão de emergência, um alerta é emitido à Central da Guarda Civil Municipal e o atendimento é feito imediatamente”, afirmou o secretário municipal de Segurança e Defesa Civil, Dorival Francisco Bertin.

O secretário destacou que as prisões em flagrante relacionadas às mulheres acompanhadas pelo projeto, que estão protegidas pelo Ministério Público, diminuíram.

O aplicativo “153 Cidadão” é gratuito e já está disponível nas lojas de aplicativos dos aparelhos celulares. A vítima de violência doméstica deve registrar um Boletim de Ocorrência e solicitar medidas protetivas, que serão encaminhadas ao projeto Guardiã Maria da Penha através do Ministério Público. As mulheres que recebem as medidas protetivas passam a ser acompanhadas por uma equipe que fiscaliza o cumprimento da determinação judicial.