Cotidiano

Após tragédia em Brumadinho, Consórcio PCJ acompanha situação de barragens do Cantareira

publicado em 16 de fevereiro de 2019 - Por BJD
Em fevereiro de 2014 era possível caminhar próximo do vertedouro da Barragem do Rio Jaguari, dispositivo que é utilizado para descargas quando o nível do reservatório está acima do limite de segurança na sua operação (Crédito: Bragança-Jornal)

Com o rompimento da barragem de rejeitos da companhia Vale, em Brumadinho (MG), moradores de regiões próximas a todo tipo de represas, inclusive com relação às utilizadas para abastecimento de água, como é o caso de Bragança Paulista com o Sistema Cantareira, ficam preocupados com uma eventual problema na barragem da represa.

Nesta semana, o Bragança-Jornal contatou o Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (Consórcio PCJ) para saber a situação das barragens do Sistema Cantareira. O órgão está acompanhado a situação.

Matéria completa na edição impressa de sábado, 16 de fevereiro.