Coronavírus

Zona Norte reúne a maior incidência de casos de Covid-19

publicado em 28 de outubro de 2020 - Por BJD

Nesta quarta-feira, 28 de outubro, a secretária de Saúde Marina de Fátima Oliveira, realizou uma live na página oficial do Facebook da Prefeitura para atualizar os gráficos de monitoramento e evolução dos casos de Covid-19 em Bragança Paulista.

Os dados referentes ao período de 1º de março a 27 de outubro mostram que a média móvel de novos casos está em queda; que grande parte dos infectados já se recuperou; que o bairro com maior incidência da doença é a Planejada II, além de outras informações.

De todos os casos notificados ao Ministério da Saúde, 41% foram descartados, 57% confirmados e 2% ainda estão em investigação. Dos confirmados, 65% (3.256) foram detectados por teste rápido, enquanto 35% (1.688) pelo teste RT-PCR.

Os gráficos mostram ainda que o maior índice de pessoas em leito de enfermaria se observou na segunda quinzena de julho (58), bem como nos leitos de UTI (18).

ÓBITOS

Com relação aos óbitos, o pico foi registrado na primeira quinzena de setembro, em que 14 pessoas faleceram. Atualmente a cidade contabiliza 85 mortes pela Covid-19, o correspondente a 1,72% dos casos confirmados. Dos casos graves, 61% foram a óbito, 8% estão em acompanhamento e 31% se recuperaram. 52% dos óbitos foram do sexo masculino, contra 48% do sexo feminino. A maior porcentagem de óbito (36%) foi registrada na faixa etária de 70 a 79 anos.

MONITORAMENTO POR BAIRRO

O levantamento apontou que os três bairros com maior incidência da Covid-19 estão localizados na Zona Norte do município. A Planejada II conta com 277 casos confirmados. Destes, 210 já são considerados recuperados. Na sequência está o Águas Claras, com 222 confirmados e 175 recuperados. Em terceiro lugar a Planejada I, com 200 confirmados e 156 recuperados. O Centro é o bairro que reuniu mais mortes desde o início da pandemia, 10.

PROFISSIONAIS DA SAÚDE

De acordo com a secretária de saúde, 562 profissionais de saúde foram confirmados com a doença. Destes, 467 se recuperaram e três evoluíram a óbito.

DADOS GERAIS

Os dados mostram ainda que 91,7% das pessoas afetadas desde o início da pandemia não precisaram de hospital, a recuperação se deu em ambiente domiciliar. Nesta quarta-feira, 28 de outubro, a ocupação dos leitos de UTI era de 20%, ou seja, dos 30 leitos disponíveis, seis estavam ocupados. Já a ocupação da Enfermaria era de 16,6%, o que significa que dos 30 leitos disponíveis, cinco estavam ocupados.

Entre terça-feira, 27, e quarta-feira, 28, a cidade registrou 110 novos casos da doença. Das pessoas que aguardavam exame, 31 tiveram resultado positivo para a Covid-19, contra 53 que foram descartados; e 169 pessoas ainda aguardam o exame.

“O fato de haver uma queda em termos de confirmação de pessoas com a Covid ou mesmo de ocupação hospitalar, não nos faz relaxar, porque permanecemos em pandemia”, afirmou Marina no final da live. A secretária reforçou ainda medidas de higiene e orientou aos munícipes que, se tiverem qualquer sintoma relacionado à doença, devem ir à UPA Bom Jesus.

Conversas no Facebook