Coronavírus

Poupatempo e Detran ainda não têm data definida para atendimento presencial

publicado em 27 de julho de 2020 - Por BJD
Cada vez mais digital e próximo do cidadão, o Poupatempo incorporou os serviços do Detran.SP para ampliar a quantidade de postos no Estado

Embora Bragança Paulista tenha avançado para a fase 2 (laranja) do Plano São Paulo, com a abertura de diversos segmentos comerciais e de serviços, as unidades do Poupatempo e do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) não têm data definida para retomarem o atendimento presencial.

“O Poupatempo de Bragança Paulista permanecerá com atendimento ao público. Neste momento, a unidade está fechada por causa do enfrentamento ao Covid-19. Importante destacar que o atendimento presencial retornará aderente ao Plano São Paulo, com toda segurança para os usuários e colaboradores, mas ainda sem data”, informou a assessoria da Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo (Prodesp), responsável pela gestão do Poupatempo.

Durante a pandemia, o Poupatempo e o Detran aumentaram os serviços online. “O órgão estadual de trânsito aumentou em 48% a quantidade de serviços digitais. Ampliou de 43 para 64 as opções aos cidadãos. Os serviços estão disponíveis no portal – www.detran.sp.gov.br – e pelo aplicativo Detran.SP, entre as quais destacam-se segunda via e renovação simplificada da CNH, licenciamento digital, transferência de veículos, registro de veículo 0km, entre outros”, informou a Prodesp. O Poupatempo tem uma unidade do Detran integrada.

“Mesmo sem o atendimento presencial, o cidadão conta hoje com mais de 70 serviços digitais, que podem ser feitos pelo portal ou aplicativo Poupatempo Digital. Durante a pandemia, o programa manteve de forma remota os atendimentos, com o diferencial de poderem ser concluídos sem sair de casa”, finalizou.

FUNCIONÁRIOS TERCEIRIZADOS

Segundo informações, vários funcionários do Poupatempo, que são contratados por empresa terceirizada, tiveram seus contratos rescindidos por conta da pandemia. No entanto, a Prodesp informou que o “o processo de mudança na prestação de serviços é normal e segue o processo licitatório, conforme a lei.

O certame atendeu todos os critérios técnicos e passou pelo crivo dos órgãos de fiscalização. Agora, com a conclusão, outra empresa assumirá o contrato de serviços da unidade e o preenchimento dos postos de trabalho.

Os novos contratos do programa otimizam a utilização de recursos públicos, permitindo investimentos em serviços e expansão dos postos para mais municípios do Estado”, esclareceu.

Conversas no Facebook