Coronavírus

Novos leitos de UTI do SUS já estão em operação no HUSF

publicado em 5 de junho de 2020 - Por BJD
Os 10 novos leitos são distribuídos para toda a Região Bragantina

Na última segunda-feira, 1º de junho, o Hospital Universitário São Francisco na Providência de Deus (HUSF) inaugurou os 10 novos leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Adulto para atender pacientes do novo coronavírus (Covid-19) na Região Bragantina.

Para colocar em ação o projeto traçado pela Associação e Fraternidade São Francisco de Assis na Providência de Deus, entidade filantrópica responsável pelo HUSF, foi fundamental a solidariedade de empresas dos mais diversos segmentos e doadores independentes, comprometidos com o exercício diário de auxílio ao próximo.

“Com o sagrado auxílio da Divina Providência e o apoio de centenas de doadores, consolidamos mais um marco em nossa trajetória assistencial. O contexto de pandemia aflige toda a sociedade e deve ser tratado com a máxima seriedade e respeito. Portanto, muito nos honra tornar a Região Bragantina mais forte para o árduo combate à pandemia”, afirmou Frei Roberto Santos, diretor administrativo da instituição.

O diretor contou que iniciou o projeto antes mesmo de ter o valor necessário de R$ 450 mil para a operacionalização da nova unidade. “Iniciamos as construções dos leitos acreditando que a população se mobilizaria para ajudar.

Felizmente, recebemos a ajuda das mais diversas classes sociais: dos doadores anônimos aos grandes empresários. E, neste contexto, fomos agraciados com o grande empenho dos membros do grupo Voluntários da Saúde, que fizeram a diferença ao compartilhar a campanha de modo massivo, criando uma forte corrente do bem. É uma conquista conjunta, alicerçada pela fé e pelo trabalho incansável”, concluiu o frei franciscano.

Segundo a assessoria de imprensa do HUSF, a nova UTI já recebeu pacientes. O Ministério da Saúde publicou na semana passada, no Diário Oficial da União (DOU), uma portaria que habilitou 10 leitos de UTI do Hospital Universitário São Francisco (HUSF), no valor de R$ 1.440.000,00, e mais 10 leitos do Hospital Bragantino, também no valor de R$ 1.440.000,00. Segundo a portaria, a habilitação vale para o período de três meses e é para o uso exclusivo no combate à pandemia do novo coronavírus.

Conversas no Facebook