Coronavírus

Município tenta convênio com Estado para aquisição de novos leitos em hospital particular

publicado em 27 de março de 2020 - Por BJD
Bragança Paulista possui 415 leitos nos três hospitais da cidade (privado e público); 55 são de UTI

Nesta semana, a secretária municipal de Saúde, Marina Fátima de Oliveira, informou que o município está em tratativas com o Governo do Estado de São Paulo para a aquisição de novos leitos, tanto para enfermaria, quanto Unidades de Terapia Intensiva (UTI) para Bragança Paulista.

Três leitos UTI já foram comprados no Hospital Bragantino, que é particular, para atendimentos dos casos de coronavírus.

A aquisição temporária de leitos na rede privada de Saúde também foi sugerida pelo deputado estadual Edmir Chedid ao Governo do Estado, para ampliar a oferta de vagas aos usuários do Sistema Público de Saúde (SUS) durante a pandemia do novo coronavírus. “Os hospitais privados podem, por exemplo, abrir novos leitos e contratar mais médicos com muito mais agilidade que a rede pública. Tudo isso sem deixar de atender os pacientes dos planos de saúde”, afirmou o deputado Edmir Chedid.

Marina informou ao Bragança-Jornal que, além do deputado Edmir, o prefeito Jesus Chedid está em tratativas com o secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, e o vice-governador, Rodrigo Garcia. “Em videoconferência, o prefeito tratou desse assunto com o secretário Marco Vinholi, que disse que entraria em contato com a Regional de Campinas (DRS). Estamos aguardando as providências”, afirmou Marina.

Atualmente, Bragança Paulista possui 415 leitos, sendo 360 de enfermaria e 55 UTI, nos hospitais: São Francisco, Santa Casa e Bragantino. Desse total, 221 são leitos do SUS, dos quais 29 são UTI, sendo 19 para adultos.

As tratativas da Prefeitura visam a contratação dos leitos de UTI do Hospital Bragantino e 40 leitos de enfermaria. “Com isso teríamos todo o hospital para tratar de pacientes com Coronavírus, de Bragança e das 11 cidades da região”, afirmou a secretária

Enquanto isso, o município adquiriu 3 leitos de UTI do Hospital Bragantino, ao custo diário de R$ 1.800,00.