Coronavírus

Município registra 42ª morte por Coronavírus

publicado em 19 de agosto de 2020 - Por BJD

A Secretaria Municipal de Saúde confirmou nesta quarta-feira, 19 de agosto, a 42ª morte em decorrência do novo Coronavírus em Bragança Paulista.

Trata-se de uma mulher de 71 anos, que estava internada em leito de UTI e faleceu na última segunda-feira, 17. Somente neste mês de agosto, Bragança Paulista registrou 9 óbitos por Covid-19.

De acordo com os boletins epidemiológicos divulgados na terça, 18, e nesta quarta, 19, houve o registro de 91 casos confirmados da doença.

Segundo os gráficos disponibilizados pela Secretaria de Saúde, o mês de agosto apresenta queda no número de pessoas internadas. Em enfermaria, no mês de julho foram internadas 95 pessoas, enquanto que em agosto, até esta quarta-feira, 19, o número de internações estava em 31. Na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), no mês passado foram 28 internações, enquanto neste mês até o momento são apenas 6.

O percentual de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) nos três hospitais locais (Santa Casa, Hospital Universitário São Francisco e Hospital Bragantino), nesta quarta-feira, 19 de agosto, estava em 72,7%; e de enfermaria em 70%. Ou seja, dos 33 leitos de UTI, 24 estavam ocupados; e dos 30 leitos de enfermaria, 21estavam ocupados. Esses leitos atendem a toda a Região Bragantina. Apenas de Bragança Paulista há 21 pessoas internadas, entre UTI e enfermaria, sendo 12 confirmados e 9 suspeitos.

LEITOS DE UTI COVID SÃO PRORROGADOS

A Prefeitura informou que foi prorrogada por mais um mês a habilitação dos 10 leitos de UTI Covid do Hospital Bragantino e 10 do Hospital Universitário São Francisco (HUSF). A prorrogação baseia-se no fato de que a situação de emergência em saúde pública não foi solucionada, bem como os referidos leitos são utilizados como referência para Bragança Paulista e municípios que compõem a Região de Saúde.

MAIS 9.300 TESTES RÁPIDOS

Na última segunda-feira (17/08), a Secretaria de Saúde recebeu 9.300 testes rápidos do Instituto Butantan, com o objetivo de compor a estratégia de resposta à pandemia identificando a extensão da transmissão da doença em determinadas populações ou grupos populacionais, por meio de resposta imunológica.

Os profissionais da saúde estão recebendo capacitação pelo Laboratório HILAB, que também é a responsável pela emissão de laudos. A testagem rápida ocorrerá nos grupos assintomáticos, ou seja, que não apresentam sintomas gripais, e deve iniciar nos próximos dias.

Os grupos assintomáticos prioritários para testagem sorológica são os trabalhadores da saúde, prioritariamente do Sistema Único de Saúde, incluindo entidades filantrópicas e Organização de Serviços de Saúde (OSS) com contrato com o SUS; trabalhadores de Segurança Pública e população privada de liberdade; motoristas de transporte público; entregador de compras por aplicativo ou delivery; bem como demais trabalhadores do setor Público Municipal que ainda não foram testados.

Conversas no Facebook