Coronavírus

Decreto estadual de isolamento social e fechamento de comércio vence terça-feira

publicado em 3 de abril de 2020 - Por BJD
Gerson Gomes/Bragança-Jornal (03/04/20)

O Governo do Estado de São Paulo decretou um período de quarentena em todos os 645 municípios do estado de 24 de março até a próxima terça-feira, dia 7 abril.

A ação foi tomada para evitar a disseminação do novo coronavírus. O governador do Estado de São Paulo, João Doria, ainda não se pronunciou sobre a continuidade da quarentena, o que deve ocorrer nos próximos dias.
O Decreto Estadual 64.881/2020 obriga o fechamento do comércio e mantém apenas os serviços essenciais, como nas áreas de Saúde e Segurança.

No entanto, em Bragança Paulista, vários comerciantes tentaram abrir suas lojas e a Secretaria de Segurança teve que intervir para fechar. De segunda, 30 de março, até quinta-feira, 2 de abril, foram feitas 110 fiscalizações, com 52 estabelecimentos fechados e 58 orientações.

O Bragança-Jornal conversou por telefone com o prefeito Jesus Chedid. Ele disse que aguarda uma posição do Governo do Estado em relação à quarentena e que Bragança Paulista deve seguir a orientação estadual.

Em entrevista, via e-mail, a promotora de Justiça Ana Maria Buoso, que responde pela 5ª Promotoria (Direitos Humanos com abrangência na defesa do Idoso, da Pessoa com Deficiência e da Saúde Pública) apoia a continuidade da quarentena.

“O prefeito municipal está seguindo as orientações da OMS, assim como do Governo do Estado, os quais têm conhecimento que os sistemas de saúde público e particular não possuem recursos humanos e materiais para atender a todos os pacientes que, eventualmente, necessitem de internação em leitos comuns ou de UTI”, afirmou a promotora. “À população cabe escolher neste momento a vida e a melhor forma de resguardá-la é o isolamento em casa”, completou.