Coronavírus

Comissão de feirantes se reúne na Prefeitura para discutir retomada

publicado em 8 de junho de 2020 - Por BJD
SECOM

Na última quinta-feira, 4 de junho, Administração Municipal recebeu representantes dos comerciantes das feiras-livres de Bragança Paulista, que solicitaram a retomada das atividades do segmento não essencial, paralisado há mais de 60 dias por conta da pandemia do coronavírus.

O encontro foi solicitado pela vereadora Beth Chedid. Durante a reunião, o grupo de feirantes apresentou propostas como um rodízio entre os segmentos, similar ao que está sendo aplicado na Zona Vermelha no Plano de Retomada das Atividades do Município, para permitir que itens como roupas, acessórios e similares voltem a ser comercializados, assim como a venda de outros produtos alimentícios, como pastéis e caldo de cana, pamonhas e afins, que todos se comprometem a tomar as devidas medidas de prevenção.

Atualmente, a maior feira-livre da cidade está funcionando nas dependências do Parque de Exposições Doutor Fernando Costa, o Posto de Monta, toda quarta-feira, das 6h00 às 12h00, com entrada controlada de pessoas no recinto e uso de máscaras, além da aferição de temperatura. As bancas estão montadas com espaçamento de 10 metros de distância entre elas.

Às quintas acontece a feira-livre pelo sistema de “drive-thru”, das 16h às 20h. Nesta modalidade o acesso à feira acontece exclusivamente com veículos e todos os ocupantes devem obrigatoriamente usar máscaras e cumprir as medidas de prevenção e segurança. Nessa feira são comercializados produtos como frutas, legumes, verduras, pães artesanais, ovos e peixes.

A Administração Municipal salientou que o retorno do segmento não essencial já estava em estudo e que as demandas apresentadas serão encaminhadas ao Comitê de Crise para Supervisão e Monitoramento dos Impactos da Covid-19, que está empenhado em proporcionar ações para contornar a crise sócio-econômica causada pela pandemia.

Conversas no Facebook