Coronavírus

Comércios, bares e restaurantes poderão abrir por mais tempo

publicado em 21 de agosto de 2020 - Por BJD
Nesta sexta-feira, 21, estabelecimentos comerciais já puderam ficar abertos por 8 horas

O Governo do Estado atualizou nesta sexta-feira, 21 de agosto, o Plano São Paulo de enfrentamento ao novo coronavírus e reabertura gradual e faseada da economia. Bragança Paulista, assim como toda a regional de saúde de Campinas permanece na fase 3 (amarela).
Com isso, a partir deste sábado, 22 de agosto, bares, restaurantes, lanchonetes, pizzarias, sorveterias, lojas de conveniências e similares poderão abrir para consumo no local até as 22h00. A ocupação máxima deve ser de 40% da capacidade dos assentos e com adoção dos protocolos geral e específicos para o setor.

Funcionários e clientes devem usar máscara em todos os ambientes, tirando-a apenas no momento da refeição.

Outra novidade anunciada nesta semana, em vigor a partir desta sexta-feira, 21, é o funcionamento por oito horas diárias em estabelecimentos comerciais e de serviço. Até então, eram permitidas seis horas diárias. A medida é válida para todos os setores, como shoppings, comércios, serviços, salões de beleza e barbearias, restaurantes e similares, academias, convenções e atividades culturais. Os empresários poderão escolher se adotam jornada contínua ou fracionada, respeitando o limite de oito horas diárias.

Em nota emitida na tarde desta sexta-feira, 21, logo após o anúncio do Governo do Estado, a Prefeitura de Bragança Paulista informa que os cursos livres não regulamentados pelo Estado, como escolas de idioma, de música, informática e semelhantes, poderão operar com aulas presenciais, limitadas a 40% da capacidade do espaço e com o agendamento prévio.

A Feira do Artesanato também retorna, sendo permitido o funcionamento de ‘food trucks’ e similares, mas vedado o consumo no local, assim como as barracas, mantendo a regra de distanciamento. Feiras Livres e ambulantes do ramo alimentício, bem como os demais segmentos, funcionam normalmente, mas com o consumo vedado no local; serviços de drive-thru e delivery permanecem inalterados.

Igrejas e templos religiosos podem realizar missas e cultos, limitado a 40% da capacidade do local. Casas noturnas, atividades coletivas, eventos, convenções e atividades culturais ainda não estão permitidas nessa fase.

Conversas no Facebook