Coronavírus

Com mais 16 óbitos confirmados, município chega a 200 mortes por Covid-19

publicado em 16 de março de 2021 - Por BJD

Entre sábado, 12, e terça-feira, 16 de março, Bragança Paulista confirmou mais 16 óbitos por Covid-19. São eles: nove pacientes do sexo masculino, com idades entre 52 e 79 anos; e sete pacientes do sexto feminino, com idades entre 62 e 74, que estavam hospitalizados. Assim, a cidade soma 200 óbitos por Covid-19 desde o início da pandemia; destes, 98 ocorreram apenas de janeiro a março deste ano.

Mesmo com esse número de óbitos de pacientes internados, o sistema continua em colapso. De acordo com o boletim epidemiológico desta terça-feira, 16 de março, todos os 85 leitos – UTI e Enfermaria – estavam ocupados; 27 pacientes SUS estão internados fora da Região Bragantina; e oito aguardam vagas, sendo três para UTI e cinco para Enfermaria.

Durante o mesmo período, de sábado à terça, foram registrados 743 novos casos suspeitos da doença. Dos que aguardavam exames, 330 foram confirmados, 407 descartados e 506 ainda continuam em análise. Assim, a cidade soma, desde o início da pandemia, 22.649 casos notificados ao Ministério da Saúde, com 11.261 testes negativos e 10.882 positivos.

ESCLARECIMENTOS DA ADMINISTRAÇÃO

O prefeito Jesus Chedid, o vice-prefeito Amauri Sodré, a secretária de Saúde, Marina de Oliveira, bem como outros secretários municipais, participaram do programa “Manhã Total” da Rádio 102 FM nesta terça-feira, 16 de março. As autoridades afirmaram que ainda não se observa uma queda significativa no número de novos casos, mesmo com as medidas mais restritivas adotadas há mais de uma semana.

“Por isso a população precisa levar a sério a Covid-19”, pontuou Marina. O prefeito também foi incisivo em sua fala sobre a fiscalização e a interdição de estabelecimentos que não cumprem com o estabelecido nos Decretos estadual e municipal.

A secretária Marina reforçou a importância do agendamento para os grupos prioritários de vacinação, que inclusive é referência a outros municípios, para inibir aglomeração no momento da imunização.

O prefeito também falou das tratativas para a compra de vacinas por parte dos municípios. “Já fizemos um pedido de 234 mil vacinas e o Governo do Estado nos garantiu que Bragança Paulista está em primeiro lugar assim que a venda for liberada”, e anunciou que mais 30 leitos de enfermaria serão instalados no município em breve, uma conquista do deputado estadual Edmir Chedid junto ao Governo Estadual.

A administração também pontuou que no momento não há previsão de auxílios ou incentivos por parte da Prefeitura. “É preciso responsabilidade; temos que reservar dinheiro para a Saúde”, frisou o prefeito. Em relação às aglomerações no transporte público, Jesus afirmou que a fiscalização cabível é constantemente realizada, mas que não há recursos para aumentar as linhas.

Outro esclarecimento prestado pelos gestores municipais é que os recursos que o município recebe têm destinações específicas e que embora a saúde esteja em colapso, outras áreas também precisam de atenção. Foi pontuado ainda que todos os gastos púbicos podem ser consultados por meio do portal da transparência.

Conversas no Facebook