Coronavírus

Com isolamento abaixo dos 50%, Bragança Paulista pode ficar fora do relaxamento da quarentena a partir da próxima semana

publicado em 4 de maio de 2020 - Por BJD
Foto – Gráfico – Governo do Estado de São Paulo

Segundo o governador João Doria, apenas cidades com isolamento acima de 50% iniciarão medidas de relaxamento a partir da próxima semana

O isolamento social no estado de São Paulo voltou a alcançar neste domingo, 3 de maio, 59%, taxa considerada satisfatória pelo governo paulista. Em Bragança Paulista, o isolamento chegou a 58%. O ideal é acima de 70%, mas o governo considera satisfatórios índices entre 50% e 60%.

Em entrevista coletiva nesta segunda-feira, 4, o governador João Doria disse que as cidades que não atingirem taxas satisfatórias e se mantiverem abaixo de 50% não vão participar do plano de relaxamento das medidas de isolamento, previsto para ter início no próximo dia 11. Excetuando os finais de semanas e feriados, em que a taxa supera os 50%, a média de Bragança fica em torno de 47% (confira o gráfico).

“Não havendo índice superior a 50%, cidades estarão automaticamente excluídas de relaxamento”, disse Doria. Durante o período de quarentena, somente os serviços considerados essenciais – como logística, segurança pública, saúde e abastecimento – têm funcionamento permitido no estado.

De acordo com Doria, a quarentena adotada em São Paulo tem ajudado a diminuir a propagação do vírus. “Se não fosse isso, haveria hoje 10 vezes mais mortes que as ocorridas até o momento”, afirmou o governador. “Se não tivéssemos feito o isolamento, São Paulo teria mais de 26 mil mortes. Ajudamos a salvar vidas de brasileiros em São Paulo”, disse Doria, em entrevista no Palácio dos Bandeirantes.

O governador reafirmou que não cederá a pressões partidárias ou de empresários para encerrar a quarentena no estado. Segundo Doria, a quarentena só será encerrada após a aprovação da ciência e da medicina. “Em São Paulo só faremos aquilo que a ciência e a medicina determinarem”, afirmou.

BRAGANÇA PAULISTA

O Bragança-Jornal entrevistou na última quinta-feira, 30 de abril, por telefone, o prefeito Jesus Chedid. Na ocasião, o chefe do Executivo municipal mostrou preocupação com os baixos índices de isolamento social divulgados pelo Governo do Estado para uma possível retomada da economia “Sem dúvidas o Governo do Estado irá analisar esse índice para a flexibilização das medidas. É preocupante sim”, afirmou Jesus Chedid.
O prefeito reiterou a necessidade de a população respeitar o isolamento social e também usar máscaras, conforme determina decreto publicado na última semana. “Um apelo que faço à população, fique em casa, e se for necessário sair, use máscara”.