Colunistas

Wolfgang Amadeus Mozart (1756 – 1791)

publicado em 7 de fevereiro de 2019 - Por Odila Baisi

No dia 27 de janeiro de 2019, completou-se 263 anos de nascimento do mais extraordinário compositor precoce de todos os tempos: Wolfgang Amadeus Mozart. Nascido em Salzburgo, nos Alpes Austríacos, o seu talento musical revelou-se aos quatro anos de idade ou até antes: aos seis anos já havia adquirido tal grau de perfeição nos instrumentos cravo, violino e órgão.

Era filho de Leopoldo, violinista e compositor profissional. Por volta dos nove anos, compunha sinfonias, e aos 15 já tinha compilado mais de uma centena de obras substanciais. Sua evolução foi bastante favorecida por uma série de excursões artísticas, iniciadas em 1762, que o levaram à Alemanha, França, Inglaterra e Itália, colocando-o em contato íntimo com os maiores músicos de sua época.

As óperas de Mozart são consideradas, com justiça, como as melhores de todo os tempos: “Idomeneo” (1781); “O Rapto do Serralho”( 1782); (Bodas de Fígaro” (1786);”Dom Giovanni” (1787); ”Cosi fan Tutte” (1790);”A Clemência de Tito” (1791) e “A Flauta Mágica”(1791) . E uma enorme produção de importantes obras.

Mozart faleceu aos 35 anos de idade, em 05 de dezembro de 1791 e foi sepultado numa vala comum.