Colunistas

Você sabe o que é “obsolescência programada”???

publicado em 4 de abril de 2019 - Por João Raposo

Raposão avisa: a notícia é assustadora! Mais que isso: é revoltante!

Você sabia que seu celular pode estar sendo programado para “durar menos”??? Isso mesmo que você leu: “DURAR MENOS”!!!

Raposão vai explicar: quem nunca percebeu que seu celular fica obsoleto com o passar dos tempos? Culpa das novas tecnologias? Culpa de novos aplicativos que, segundo os fabricantes, são “mais pesados”? Pode até ser que isso tudo tenha uma parcela de culpa, mas se Raposão falar que os próprios fabricantes “programam” os celulares para eles durarem menos, você acreditaria!!!??? Isso é o que se chama de “obsolescência programada”.

Através de “atualizações”, via internet, que os fabricantes mandam para seu aparelho, fazem o mesmo ficar mais lento ou deixar de funcionar com certos aplicativos e, pior, o usuário acaba achando que isso é normal, pois crê que a tecnologia do seu celular vai ficando antiga!

Segundo Raposão apurou, a vida útil de um celular é de dois anos, depois disso é comum ele começar a dar problema e sofrer pela “obsolescência programada”, sendo que um reparo pode custar até 40% do valor de um aparelho novo, muitas vezes não vale a pena consertar.

Raposão mesmo teve problema com um iPad “velhinho”, comprado há uns 7 anos e que deixei guardado por um ano. Quando fui ligá-lo, simplesmente não “inicializava”, ou seja, ligava, mas não tinha utilidade nenhuma, pois não funcionava (não rodava o software). Levei à autorizada Apple e diziam que era assim mesmo, pois tinha ficado muito tempo desligado! Como assim??? Quer dizer que não posso guardar um produto (diga-se, de passagem, um produto caro, como são os produtos da Apple) que corro o risco dele não funcionar nunca mais?

Após muita insistência, ficaram com o meu iPad e conseguiram me devolver alguns dias depois funcionando. Acabei “descobrindo” que se não fosse essa tal de “obsolescência programada”, os aparelhos poderiam ter uma vida útil de 12 ou 15 anos.

Aqui no Brasil esse assunto ainda não vi ser tratado por nenhum órgão de proteção ao consumidor, mas, por exemplo, na Itália, a “Autoridade Garantidora da Concorrência e do Mercado” (AGCM, na sigla em italiano) impôs, no final do ano passado, uma multa de cinco milhões de euros (uns 22 milhões de reais) à Samsung e uma multa de 10 milhões de euros (uns 44 milhões de reais) à Apple, justamente por forçarem seus clientes a realizar atualizações de software que tornam os celulares mais lentos e sem sequer alertá-los disso!

Ambas as empresas foram acusadas pela AGCM de adotar “práticas comerciais desleais”, que causaram avarias graves nos dispositivos e, com isso, reduziram significativamente seu funcionamento, acelerando assim a sua substituição por produtos mais novos.

Tudo bem que tais multas talvez sejam irrisórias, levando-se em conta o poderio financeiro da Samsung e da Apple, mas já é um começo para que a “obsolescência programada” comece a ser discutida por todos. A Apple, por exemplo, faturou cerca de 71 bilhões de reais só no quarto trimestre de “2014”, o ano em que saiu o iPhone 6, que foi justamente o dispositivo que causou a aplicação de tal multa.

Agora você, meu caro leitor, já tem um pouco de conhecimento sobre “obsolescência programada” e fique atento! Falando nisso: você já percebeu que alguma atualização que você fez no seu celular causou uma lentidão nele?
Pois é…se sim, seu aparelho pode ter sido vítima exatamente disso: “obsolescência programada”. Ah, e você acha que isso só acontece com celulares? Vou lhe dar uma má notícia: acontece também com produtos têxteis e com eletrodomésticos!!!

Alô PROCON! Vamos começar a ver isso?

FALANDO EM PROCON…

…a Eletrolux foi multada em 104 mil reais por anúncio impreciso.

Ocorre que uma consumidora comprou um fogão “de inox” e quando o produto chegou à sua casa ela notou que não era inteiramente de inox, pois tinha várias partes de plástico ou metal pintados na cor prata. Somente a mesa era de inox, já as laterais, traseira e parte de baixo eram pintadas.

Assim, ficou claro que a consumidora não teve informações precisas na propaganda feita pela Eletrolux. Isso que eu chamo comprar gato por lebre! Acredite se quiser, mas Raposão já comprou um fogão assim e, pior, não reclamou!!!! (já ouviu falar em casa de ferreiro, espeto de paus? Pois é…)

VAI BATIZAR SUA FILHA? AVISE O PAI!

Uma mãe foi condenada por danos morais por não avisar o pai da sua filha que ela seria batizada. Agora terá de pagar 5 mil reais ao seu ex-companheiro.

O pai alegou que sofreu desgaste psicológico em razão da atitude proposital da mãe, que o excluiu de momento importante e único da vida religiosa de sua filha. Então, você já sabe: vai batizar seu filho? Avisa o pai!!!!

PRISÃO EM SEGUNDA INSTÂNCIA: SIM OU NÃO?

Está chegando a hora! O Superior Tribunal Federal (STF) marcou para o próximo dia 10, quarta-feira da semana que vem, a partir das 9h30, o julgamento, pelo plenário, de processos objetivos que tratam da seguinte polêmica: “A execução provisória da pena logo após a decisão de 2º grau fere ou não o princípio constitucional da presunção de inocência?”. Em outras palavras: pode ou não prender alguém após o julgamento do seu recurso para o Tribunal de Justiça, mesmo ainda havendo outros recursos a ingressar?

Tal decisão poderá afetar milhares de presos, alguns “ilustres”, como o “falastrão” Lula.

Muito embora haja um projeto do ministro Sérgio Moro que poderá por fim a tal polêmica, visto que prevê a prisão em segunda instância, a verdade é que se o STF decidir que fere a presunção de inocência, isso soltará todos esses detentos que foram presos por força de decisão de segunda instância, mesmo ainda tendo recursos a serem julgados e, pior, creio que NÃO mais serão presos, pois mesmo que o projeto de Moro seja aprovado, uma lei penal NÃO pode retroagir para prejudicar o réu! Assim, esses réus só voltarão a ser presos se um dia forem condenados em definitivo, ou seja, em seus processos não caiba mais recurso.

Do jeito que é a lei penal brasileira, alguém não acredita que sempre caberá um “novo recursinho”???

Raposão aguarda ansiosamente a próxima quarta-feira! Será que depois de tantas idas e vindas estaremos diante de uma decisão definitiva?

UM BOM FINAL DE SEMANA…

…a todos, lembrando que na quinta-feira que vem tem mais (se Deus assim consentir), lembrando que Raposão aceita dicas, opiniões, críticas e, é lógico, elogios (desde já, os agradeço), que podem ser feitos via e-mail, telefone (ver ambos abaixo), “sinais de fumaça” ou cartas para redação do BJD, situada à Av. Antônio Pires Pimentel nº 957, Centro, Bragança Paulista, CEP 12914-000.

Acompanhem também Raposão na Internet, pelos sites www.bjd.com.br e no Facebook (Raposão João Raposo Advogados Associados) ou no Instagram (joao_raposo João Raposo Advocacia – Raposão)